Publicidade
Manaus
Manaus

Enterro de major do Corpo de Bombeiros do AM é marcado por comoção e homenagens

O major do Corpo de Bombeiros Militares do Amazonas Jorcimar Ferreira Justamante, de 40 anos, faleceu na quinta-feira (15) enquanto realizava um treinamento numa piscina durante o curso Operações de Selva, do Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs) 16/10/2015 às 16:34
Show 1
O velório do major aconteceu no auditório do Corpo de Bombeiros, na rua Codajás, bairro de Petrópolis, Zona Sul
Joana Queiroz Manaus (AM)

O enterro de Jorcimar Ferreira Justamante, major do Corpo de Bombeiros, 40 anos, foi marcado por grandes homenagens nesta sexta-feira (16). Familiares, amigos e colegas da corporação se despediram com aplausos, pétalas de rosas jogadas de um helicóptero da Polícia Civil que sobrevoou o cemitério Parque Manaus, onde ocorreu o enterrado.

O major passou mal na manhã de quinta-feira (15) quando fazia um  treinamento aquático na piscina do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS),  no bairro São Jorge, Zona Oeste de Manaus, para o curso de operações na selva (categoria A).

O velório do major aconteceu no auditório do Corpo de Bombeiros, na rua Codajás, bairro de Petrópolis, Zona Sul, onde recebeu homenagens por parte do comando da corporação e de amigos. “Posso dizer que o Corpo de Bombeiros perdeu hoje um grande Bombeiro”, disse o comandante da corporação tenente-coronel Fernando Sérgio Austregésilo Luz.

O cortejo fúnebre saiu por volta das 10h. O caixão com o corpo do major Justamante foi levado para o cemitério em carro aberto do Corpo de Bombeiros, escoltado por batedores da Polícia do Exército (PE). No cemitério, antes de descer a sepultura o major recebeu mais homenagens.

Major Justamente estava no Corpo de Bombeiros há quase 13 anos

Por várias vezes o comandante Fernando Sérgio Austregésilo Luz demonstrou comoção durante o seu discurso de despedida feita para o colega. Ele disse que Justamante foi um profissional de respeito que amava o que fazia e que os filhos deveriam se orgulhar por tudo o que o pai foi.

Causa da morte

Até a última quinta-feira a causa da morte do major era afogamento. De acordo com o médico Miguel Peixoto de Lima, que atendeu o major na emergência do Hospital Pronto-Socorro 28 de Agosto, a vítima deu entrada por volta das 8h30 e morreu 15 minutos depois.

Jorcimar chegou ao 28 de Agosto acompanhado por dois médicos que passaram a informação que o mesmo estava fazendo atividade física por volta das 8h em uma piscina nas dependências do CIGS quando teve uma parada respiratória.