Publicidade
Manaus
Cotidiano, Meio Ambiente,Carbono,árvores,Semmas,Projeto CO2, Semed,, SEMULSP, Inoa, Niro Higuchi

Escolas de Manaus se preparam para aplicar projeto de monitoramento de carbono

Os resíduos gerados nas unidades de ensino e pelas árvores situadas no seu entorno serão monitorados, com uso de eqiupamentos adequados 11/07/2012 às 17:35
Show 1
Estudantes recebem material que utilizarão no monitoramento do carbono
acritica.com Manaus

Seis escolas municipais das zonas urbana e rural, envolvidas no Projeto de Monitoramento de Carbono, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), receberam nas últimas segunda e terça-feiras (10 e 11), o material que será utilizado pelos alunos e professores nas medições de emissão e estoques de Carbono em áreas demonstrativas.

Os resíduos gerados nas escolas e as árvores situadas no seu entorno serão monitorados, com uso de balanças e paquímetros.

O projeto é desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp) e Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), por meio do Laboratório de Manejo Florestal.

Todos os equipamentos foram adquiridos pelo Fundo Municipal de Desenvolvimento e Meio Ambiente (FMDMA). 

Os cálculos para a obtenção da quantidade de CO2 foram desenvolvidos pela equipe do Laboratório de Manejo Florestal do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), coordenada pelo pesquisador Niro Higuchi. Os dados serão coletados ao longo de um ano, período após o qual será possível estabelecer o primeiro inventário de carbono da cidade de Manaus.

"A iniciativa é pioneira e tem como diferencial o fato de introduzir a temática das mudanças climáticas nas salas de aula, levando alunos, professores e comunidade a desenvolverem na prática atividades que demonstram a importância da floresta em pé, no contexto urbano e rural", explica a coordenadora do projeto Angeline Ugarte Amorim.

As áreas demonstrativas já selecionadas são: quatro em comunidades da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé (Julião, Livramento e Agrovila) e no entorno de duas escolas da rede municipal, situadas nas comunidades Terra Nova 3, na Zona Norte de Manaus.

Nas escolas municipais Jornalista Sabá Raposo e Antonio Moraes, no Terra Nova 3, os alunos e professores terão como áreas demonstrativas para as medições às margens do igarapé do Passarinho, área degradada que ao longo dos últimos anos recebeu ações de arborização na tentativa de promover a regeneração da mata ciliar do igarapé.

A entrega dos equipamentos foi acompanhada pelo assessor da Divisão Regional de Educação 3 da Semed, Carlos Henrique Nascimento. 

Desde que foi lançado, o Projeto CO2 já realizou atividades com a finalidade de capacitar os participantes a entender e executar o projeto. Na prática, ele vai permitir uma interação entre os alunos e a problemática ambiental do entorno da escola.

As atividades envolverão os professores das disciplinas de Geografia e Ciências. Maria Nifa Mendonça, que há 7 anos leciona Ciências na Escola Jornalista Sabá Raposo, se disse entusiasmada com o projeto.

"Será muito importante para a vida deles poder entender na prática a importância da floresta em pé e poder passar isso para a comunidade escolar e as famílias", comemorou.