Publicidade
Manaus
Manaus

Escolas do Amazonas aplicarão novo projeto de estímulo à leitura

Projeto “Trilhas” incentivará a prática da leitura, da escrita e da oralidade por meio de materiais didáticos diferenciados no processo de alfabetização de crianças 21/05/2012 às 12:10
Show 1
Projeto “Trilhas” incentivará a prática da leitura, da escrita e da oralidade por meio de materiais didáticos diferenciados no processo de alfabetização de crianças
acritica.com Manaus

A partir deste mês, as escolas públicas estaduais do Amazonas que trabalham com a modalidade de ensino fundamental passarão a aplicar um novo programa de incentivo à leitura. Denominado de ‘Projeto Trilhas’ a nova proposta será aplicada também em várias regiões do Brasil e é uma iniciativa da Fundação Natura em parceria com as Secretarias de Educação e o Ministério da Educação.

O projeto contemplará o repasse de materiais didáticos diferenciados a mais de 50 mil estudantes e educadores da rede pública e iniciou nesta última semana com um ciclo de formação coordenado em Manaus pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), pela União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e organizações parceiras.

De acordo com a representante da Seduc e coordenadora regional do projeto, professora Francisca Hermóneges, a iniciativa virá para somar-se aos vários programas de incentivo à leitura e à escrita, desenvolvidos pelo Governo do Estado, via Seduc, e será aplicado em escolas de 41 municípios do Amazonas, incluindo Manaus.

“O projeto favorecerá o desenvolvimento dos alunos por meio do incentivo à escrita e à oralidade. Um dos diferenciais serão os materiais didáticos que já estão sendo repassados às escolas e que incluem cartilhas e coleções de livros específicos sobre gêneros textuais, em linguagem específica para crianças”, explicou Francisca Hermógenes.

As cartilhas e coleções, segundo a coordenadora regional do projeto ‘Trilhas’, objetivam facilitar o entendimento e compreensão dos mais jovens por meio do lúdico.

“Com os materiais didáticos, as crianças compreenderão os assuntos por meio de fascículos que ilustram a importância da leitura, da escrita e da oralidade por meio de ‘canções’, ‘lendas’, ‘jogos’, ‘rimas’, dentre outros”, disse Francisca, acrescentando que os professores e gestores também receberão material específico para a condução dos trabalhos.

Com a perspectiva de atender a mais de 50 mil estudantes no Amazonas, o projeto iniciou regionalmente com um ciclo de formação, conduzida pela professora e pedagoga da Ufam, Rosilene Marinho e cuja primeira turma teve os trabalhos concluídos no último dia 18. As formações seguintes, envolvendo educadores da capital e do interior, serão concluídas no dia 29 de maio, em Manaus.