Publicidade
Manaus
Manaus

Especialista diz que Amazonino está inviabilizado por falta de votos

“A população não dará a ele esse direito”, avalia o publicitário Durango Duarte 03/05/2012 às 15:48
Show 1
Publicitário Durango Duarte
JOELMA MUNIZ Manaus

Contrariando as avaliações sobre a postura do prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (PDT), que vem negando com veemência sua participação nas eleições de outubro, o publicitário Durango Duarte, considera que o posicionamento de Amazonino não é relacionado a nenhuma estratégia para aumentar as expectativas sobre sua candidatura, mas, sim a falta de índices eleitorais que o credenciem a disputar de ‘igual para igual’ o cargo de Chefe do Executivo da Cidade.

“Não se trata de estratégia, não é uma questão pessoal, ou financeira. Mas, sim uma questão técnica”, disse, ressaltando “Se ele se visse em condições estritamente eleitorais de participar diretamente do pleito, ele já teria anunciado, e inclusive, já estaria em campanha”.

Em conversa com a reportagem do Portal acritica.com, Durango, que há 18 anos trabalha com a análise e pesquisa do quadro eleitoral na cidade, afirmou que com base nas analises feitas junto à população, pode-se constatar que o prefeito Amazonino Mendes não será alçado novamente ao cargo, “A população não dará a ele esse direito” conclui o publicitário.

O pesquisador, que não quis revelar os dados técnicos das pelo menos 17 pesquisas realizadas na cidade, desde o início do ano, apontou que o possível o nome que substituirá Amazonino sairá das indicações individuais do senador Eduardo Braga (PMDB)/governador Omar Aziz (PSD), ou mesmo da aliança entre os dois.

“O que podemos constatar é que não será um desses nomes que estão ai (Hissa Abrão, Pauderney Avelino, Marcos Rotta), e sim uma figura nova”, destacou, avaliando que será preciso musculatura política e financeira para se arcar com os altos preços da briga pela prefeitura, que segundo ele custa em torno de R$ 40 milhões.

Em clima de eleição

As polêmicas em torno de uma nova candidatura de Amazonino vêm sendo regadas pelas ações do prefeito, que há pelo menos seis vem redistribuindo verbas do orçamento da prefeitura para alavancar programas populares de sua gestão.

O prefeito remanejou R$ 53,3 milhões, do orçamento da prefeitura para projetos como: o ‘Leite do meu Filho’, que distribui leite para criança de famílias de baixa renda, e que recebeu R$ 3,1 milhões desde agosto.

No dia 1º de março quando inaugurou o Complexo Viário Engenheiro Luiz Augusto Veiga Soares, também conhecido como Viaduto da Bola do São José, no bairro de mesmo nome, Zona Leste de Manaus, o prefeito exibiu mais de uma hora de um vídeo institucional com as principais obras inauguradas durante sua gestão. Na ocasião ele mandou um recado, “Aguardem. O Negão (como é popularmente conhecido) vai ser só obra daqui para o final do ano”, disse.