Publicidade
Manaus
Manaus

Estacionamento onde teto desabou sobre carros é liberado, no Centro de Manaus

Teto do estabelecimento, localizado na rua Lima Bacuri, e que caiu sobre 20 carros, já está funcionava normalmente 07/07/2012 às 11:42
Show 1
Telhado desabou em estacionamento do centro de Manaus
Florêncio Mesquita ---

 O estacionamento rotativo localizado na rua Lima Bacurí, no Centro de Manaus, continua funcionando normalmente um dia depois do teto do local despencar sobre 20carros durante um temporal. Na manhã de ontem, ele estava repleto de veículos, mas nenhum apresentava danos na lataria. Um dos dois funcionários informou que o proprietário só voltaria ao estacionamento no período da tarde e somente ele poderia falar sobre o assunto. As telhas de zinco e a madeira que sustentavam o teto que despencou já haviam sido retiradas.

Apenas o lado esquerdo continuava com cobertura. Segundo o funcionário, que preferiu não se identificar, os prejuízos sofridos pelos proprietários dos veículos serão tratados apenas com o dono do estacionamento. Nenhum dono de veículo foi encontrado no local, na manhã de ontem, para comentar a situação.

O subsecretário da Defesa Civil do Município, coronel Ary Renato, informou que o órgão está apurando a situação ocorrida após a chuva de quinta-feira. A conclusão sobre as condições do local e do desabamento do teto será apontada em um laudo que está sendo feito pela Defesa Civil. O técnico da Defesa Civil Antônio Vieira esteve no estacionamento na tarde de quinta-feira e disse que a estrutura de madeira que sustentava o telhado não estava em seu estado ideal de conservação. O estacionamento funciona de 7h às 19h.

Casos
 A CRÍTICA esteve em três outros estacionamentos rotativos no Centro e constatou que, entre os locais consultados, apenas o estabelecimento cujo teto desabou tinha a estrutura de sustentação feita de madeira. O estacionamento localizado na frente do que desabou tem as colunas e vigas de sustentação feitas de ferro. O mesmo padrão se repete nos estacionamentos da avenida Getúlio Vargas e na rua Rui Barbosa.

 Dados da Secretaria Municipal de Finanças (Semef), de setembro do ano passado, mostram que naquele momento existiam 58 estacionamentos privados com atividade rotativa funcionando legalmente em Manaus, sendo a maioria no Centro. Destes, 13 estavam em processo de baixa porque não apresentaram os documentos necessários para a emissão de licença municipal.

Multa
A multa para quem explora a atividade de estacionamento rotativo de maneira irregular varia entre R$ 500 e R$ 9 mil. A multa é aplicada pelo Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb), responsável pela penalidade que corresponde a falta de Certidão de Uso do Solo, necessária para o funcionamento do estabelecimento