Publicidade
Manaus
Manaus

Estudantes de medicina da Ufam vão às ruas apoiar professores em greve

O ato mobilizou cerca de 400 pessoas entre estudantes e professores. Eles fizeram uma passeata por avenidas e ruas de Manaus 04/06/2012 às 18:30
Show 1
Professores e estudantes da Ufam fazem manifestação com passeata
Thiago Gonçalves Manaus (AM)

Mais de 300 estudantes dos cursos de saúde da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) participaram de uma mobilização na manhã desta segunda-feira (4), em passeata, que percorreu avenidas e ruas de Manaus. A maioria dos estudantes é do curso de medicina. O ato apoia os professores que se encontram em greve por tempo indeterminado. 

Os estudantes estivaram concentrados desde às 9h da manhã na Faculdade de Medicina, no Centro.  A passeata começou por volta das 11h. O percurso seguiu pelas avenidas Álvaro Maia (Boulevard), Djalma Batista e ruas Pará e Maceió, na Zona Centro-Sul de Manaus.

A mobilização dos estudantes faz parte do calendário oficial da greve nacional dos professores federais que iniciou no dia 17 de maio, por tempo indeterminado. As atividades visam chamar à atenção da população para as reivindicações dos docentes e problemas de infraestrutura da Universidade.

A greve dos professores da Ufam reivindica melhores condições nas suas atividades, usufruto de material didático como livros atualizados e em biblioteca, laboratórios equipados, e a melhoria da infra-estrutura da Faculdade de Medicina (criação de centro de convivência, melhoria das instalações de ensino, estacionamento e segurança), repúdio ao revalida simplificado. A greve é contra a medida provisória 568/12 e 10% do PIB para a educação.

Veja também Alunos da Ufam fazem protesto seminus, na Zona Centro-Sul de Manaus