Publicidade
Manaus
Cotidiano, Protesto, Educação, CNTE, ALE/AM

Estudantes e professores realizam protesto por melhorias na educação, em Manaus

Manifesto integra uma série atos que deverão ser realizados em todo o País, pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) 14/03/2012 às 14:12
Show 1
Estudantes invadiram a piscina da ALE-AM, durante o protesto e foram dispersados pela Polícia Militar
acritica.com* Manaus

Estudantes de escolas municipais e estaduais invadiram a piscina da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), localizada no bairro Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul de Manaus, na manhã desta quarta-feira (14), durante um protesto para reivindicar as melhorias nas condições de trabalho na educação.

A Polícia Militar foi acionada até o local, o que dispersou os manifestantes.

O presidente da ALE-AM, deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD) recebeu um grupo de integrantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Siteam), que lhe entregaram algumas reivindicações.

Lei do Piso
O protesto, que também contou com o apoio de professores das duas redes de ensino, integra uma série atos que deverão ser realizados em todo o País, até a próxima sexta-feira (16), pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), cobrando entre outras coisas o cumprimento do piso nacional do magistério.       

Criada em 2008, a lei determina um valor mínimo que deve ser pago a professores com formação de nível médio e jornada de 40 horas semanais. Para 2012 esse valor foi definido em R$ 1.451, mas alguns estados e municípios pagam menos do que determina a regra.

Além de cobrar o cumprimento da Lei do Piso, a CNTE quer que o Plano Nacional de Educação (PNE), que tramita na Câmara dos Deputados, inclua em seu texto uma meta de investimento mínimo na área, equivalente a 10% do Produto Interno Bruto (PIB), a ser atingida em um prazo de dez anos.

*Com informações da Agência Brasil