Publicidade
Manaus
JUSTIÇA

Ex-namorado de estudante amazonense presta depoimento e diz estar abalado

Acusado de ter ameaçado matar a ex e de ser traficante de drogas no RJ, Arthur Almeida veio a Manaus para ser ouvido na Delegacia Especializada em Crime contra a Mulher 15/08/2017 às 18:23 - Atualizado em 15/08/2017 às 19:16
Show 033baaa1 ce86 4273 b064 3639403813ac
Arthur foi orientado pelo advogado a não se pronunciar sobre o caso (Foto: Evandro Seixas)
Jamille Santos Manaus (AM)

 Arthur Almeida, de 28 anos, compareceu na tarde de hoje, acompanhado de um advogado, à Delegacia Especializada em Crime contra a Mulher (DECCM),  localizada no bairro Parque Dez de Novembro, zona centro-sul de Manaus, para prestar esclarecimentos sobre as acusações feitas por sua ex namorada, Mariana Castilho, de 20 anos.

 A estudante de nutrição amazonense acusa Arthur Almeida de ameaçá-la de morte e de ser traficante de drogas no Rio de Janeiro.

De acordo com a delegada adjunta da DECCM,  Poliana Menezes, Arthur foi ouvido, durante cerca de duas horas, e apresentou evidências contra a modelo. "Ele foi ouvido e apresentou a defesa dele. Agora foi instaurado um inquérito.  Agora o caso deles será entregue para a justiça",  explica a delegada que preferiu não se aprofundar muito a respeito.

A reportagem tentou falou com Arthur, que foi orientado pelo advogado a não se pronunciar sobre o caso.  Arthur se limitou a dizer apenas que está abalado mas que, em breve, tudo será esclarecido.

Entenda o caso

Na semana passada, após terminar o namoro de três meses com Arthur Almeida alegando que ele tinha comportamento agressivo e envolvimento com o tráfico de drogas, Mariana Castilho denunciou que foi ameaçada de morte por ele. Ela levou o caso no dia 9 de agosto para a Polícia Civil do Amazonas e não saiu de casa depois que recebeu as ameaças. Numa das ameaças, feita por mensagem de celular, o ex-namorado afirma que vai mandar executá-la com três tiros na cabeça.

Segundo ela, as ameaças foram feitas por meio do aplicativo Whatsaap e também por ligações. À reportagem, ela afirmou que Artur tem jeito de psicopata. Em entrevista por telefone, Artur não negou a autoria dos áudios mas afirmou que a estudante “utilizou fato antigo para se promover”.