Publicidade
Manaus
Manaus

Ex-presidiário que apanhou da Rocam ameaça família de morte para conseguir guarda do filho

André Rocha ficou um dia preso e já está solto; ele ameaça de morte a família da ex-companheira, de 15 anos, se não conseguir a guarda da criança 22/01/2016 às 20:07
Show 1
André passou a enviar mensagens para a família da mãe do filho dele, e também foi às casas e local de trabalho do pai da menina de 15 anos, para fazer pressão
Fábio Oliveira Manaus (AM)

O ex-presidiário André Souza Rocha, vulgo “Seiscentos”, 22, agredido por dois policiais da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), preso no dia 18 de janeiro, já está solto e agora ameaçando a família da ex-namorada que o denunciou para a polícia. Ele exige que ela entregue a ele o filho de seis meses do ex-casal. Mensagens obtidas com exclusividade pelo Portal A Crítica mostram a alta periculosidade de André.

De acordo com o ex-sogro, o motorista Nilton César, 39, André e sua filha, uma adolescente de 15 anos, estão separados há mais de sete dias e, depois da separação, o mesmo passou a ameaçá-los de morte. A primeira ameaça começou no dia 15 de janeiro, depois da separação. O pai da jovem relatou a reportagem que André passou a fazer exigências.


Nas mensagens é possível verificar o teor, pois com o celular da jovem, ele manda uma mensagem de texto para o pai dela, Nilton César. Uma delas diz que quer o filho ou então pessoas vão morrer. Ele se refere à família da ex-namorada. Segundo o pai, no último sábado (16), a jovem ainda foi até a casa da irmã de André.


“Ela ainda foi lá pra casa da irmã dele e quando o André chegou lá já foi pegando uma faca e tentando furar minha filha, mas foi impedido pelas irmãs”, disse. Em seguida, uma das próprias irmãs de André ligou para a família da jovem e pediu para buscá-la, se não o traficante iria matá-la. “Depois que ela foi embora, ele ficou atrás da gente, procurando por ela e por mim”, disse.

O motorista relatou ainda que André chegou a ir ao seu trabalho, no Centro, para ameaçá-lo. “Meu chefe que mandou o vídeo em que ele aparece no meu trabalho armado perguntando por mim e ainda disse que queria o meu neto se não ele iria matar todo mundo”, explicou. André foi preso no dia 18 deste mês com 215 pinos de cocaína.

Ele foi autuado por tráfico de drogas e levado ao 10º DIP, onde ficou preso por apenas um dia e liberado em seguida. A família da jovem teve que mandá-la para outro estado, para preservar a integridade física dela. Os familiares também registraram um boletim de ocorrência contra André, na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM).

Inquérito

A delegada Andrea Nascimento, titular da DECCM, informou que irá instaurar um inquérito policial para investigar as ameaças e solicitar também uma medida protetiva contra André, que já possui na delegacia boletins de ocorrências contra ameaça e agressão física. Nascimento também informou que, caso André descumpra a medida protetiva, será pedida a prisão preventiva do mesmo. 

“Tenho que solicitar antes a medida protetiva, mas vamos avaliar o caso”. Ontem a família compareceu até a delegacia e registrou novamente uma denúncia contra o traficante. O pai se mudou e está escondido junto com mais dois filhos. A mãe também se escondeu.