Publicidade
Manaus
Manaus

Fábrica italiana de motos vai produzir em Manaus

A Ducati terá como parceira nessa jornada a Dafra, outra empresa do ramo que já possui fábrica em Manaus 23/10/2012 às 07:56
Show 1
Modelo Diavel da Ducati está posicionado no segmento de 450 cilindradas
Renata Magnenti Manaus (AM)

A italiana Ducati confirmou que vai operar no Brasil, a partir de Manaus. O primeiro modelo a ser fabricado será a Diavel, na unidade fabril da Dafra, que já está instalada no Polo Industrial de Manaus (PIM). O segmento de motocicletas acima de 450 cilindradas está em plena expansão no País.

De acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), a produção desses modelos de moto cresceu 17% no período de janeiro a setembro deste ano em relação ao ano passado.  Em 2011, foram produzidas 28.728 motos e este ano 33.480 unidades.

O diretor geral da Ducati no Brasil, Ricardo Susini, afirmou que a companhia iniciou as operações no País nos últimos dias e que em parceria com a Dafra as motocicletas serão montadas na Zona Franca de Manaus. “Ainda não temos o volume de produção, nem tenho dados quanto ao consumo dos nossos produtos. Mas é certo que temos consumidores brasileiros”, disse Susini.

Segundo ele, hoje a Ducati ocupa um patamar diferenciado no segmento em que está inserida devido as suas características cruiser e esportiva e, ainda, por sua tecnologia diferenciada no mercado.

Já foi iniciada a pré-produção da Diavel no PIM e para isso um engenheiro da companhia foi deslocado da Itália para Manaus. “Somente depois da conclusão da linha de produção é que, efetivamente, as atividades serão iniciadas”. Outro detalhe, é que para isso, as concessionárias da Ducati no Brasil deverão ter sido inauguradas, a previsão é para 2013.

O projeto da Ducati com a Dafra foi aprovado na reunião de maio deste ano do Conselho de Administração da Suframa (CAS) e o investimento total é de US$ 16.443 milhões. O namoro da Ducati com o PIM se estende desde 2010.

A companhia inglesa Triumph, do mesmo segmento, também se prepara para iniciar produção no PIM. O investimento fixo da empresa durante os próximos três anos será de US$ 832.000. O plano de produção prevê montagem de 790 unidades no primeiro ano, que aumentará para 1.910 motos em 2013 e chegando a 3.147 em 2014.

Primeiro modelo

Para os apaixonados por motocicletas acima de 450 cilindradas vale a pena saber que Diavel tem design que combina as tendências custom e naked, mas mantém o DNA de uma autêntica superesportiva. A posição de pilotagem é com o peito grudado no tanque de combustível e o joelho raspando no asfalto nas curvas mais fechadas. Ainda não há preço fixado no modelo no Brasil, o modelo da a Ducati com o menor preço é a Monster 696, que sai por R$ 33.900. A marca pertence ao Grupo Volkswagen.