Publicidade
Manaus
Manaus

Família e amigos dão último adeus a sargento que morreu após se casar no RJ

Emocionados, os familiares e amigos prestaram homenagens a Fábio Gefferson, que morreu horas depois do seu casamento, com a autônoma Geise Guimarães. O fuzileiro naval tropeçou e foi atingido por um estilhaço de vidro do copo que ele pôs no bolso 23/11/2012 às 12:20
Show 1
Família se despede de amazonense morto logo após casamento
Thiago Gonçalves* Manaus (AM)

O corpo do sargento da Marinha do Brasil Fábio Gefferson dos Santos Maciel, 33, que morreu na madrugada da última segunda-feira (19), logo após se casar no Rio de Janeiro, foi enterrado na manhã desta quinta-feira (22) no cemitério Nossa Senhora de Aparecida, Tarumã, na Zona Oeste de Manaus.

Emocionados, os familiares e amigos prestaram homenagens a Fábio Gefferson, que morreu horas depois do seu casamento com a autônoma Geise Guimarães. O militar tropeçou e caiu com um copo no bolso, que cortou a veia femural, que fica na região da virilha e tem grande fluxo sanguíneo.

O incidente aconteceu após o baile de casamento, do lado de fora do clube onde acorreu a cerimônia. Ele foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. A família afirmou que houve demora no atendimento médico.

Homenagens
Familiares e amigos de Fábio participaram de uma missa e, após a celebração, foram prestadas honras militares pela guarda fúnebre da Marinha, com salva de tiros de fuzil. Na ocasião, o capitão de fragata Paulo Sérgio Castello Branco Tinoco Guimarães, entregou a bandeira do Brasil que  estava estendida sobre o caixão do corpo do militar à viúva Geise Guimarães.

A missa de sétimo dia do militar será realizada neste domingo (25), na Capela São João Evangelista, com previsão para começar às 19h. A capela localizada no bairro Lírio do Vale, Zona Oeste de Manaus.


Sargento da Marinha recebeu honras militares. (Foto: Luiz Vasconcelos)

Planos
De acordo com pessoas próximas da família, o militar comemorava conquistas e vivia momentos repletos de felicidade.

Ele tinha como próximo plano ter um filho com a sua esposa, a autônoma Geise Guimarães. Os dois estavam juntos há sete anos. Fábio construiu uma casa no Rio de Janeiro como parte de um dos seus planos.

Veja galeria de imagens

Amazonense

Natural do Amazonas, nascido em Manaus, Fábio saiu do Estado para atuar como sargento da Marinha no Rio de Janeiro.  Ele foi para o sudeste do país pela primeira vez em 2004. Depois ele retornou ao Amazonas e, em 2009, voltou para o Rio.

O sargento, que teve fim trágico do casamento com a autônoma Geise Guimarães, chegou a servir no Haiti, em uma missão da força militar da Organização das Nações Unidas (ONU), em 2006.

O militar deixou cinco irmãos, sendo três mulheres e dois homens, com idade entre 39 e 17 anos. A relação com a família era próxima, apesar da distância.

(*) Colaborou Cassiano Rolim, repórter da TV A Crítica