Publicidade
Manaus
Manaus

Família é torturada na Zona Norte de Manaus

De acordo com as vítimas, o ataque começou quando o namorado de uma das moradoras estava saindo da residência e foi abordados pelos assaltantes 26/01/2012 às 17:20
Show 1
Sete pessoas foram torturados na madrugada desta quinta (26), no Nova Cidade, Zona Norte
Thiago Monteiro Manaus

Uma agente de saúde de 39 anos e seis pessoas de sua família foram torturados por volta de 2h desta quinta-feira (26), dentro de uma residência na rua 188, no Nova Cidade, Zona Norte, por três homens e uma mulher não identificados pela polícia.

De acordo com as vítimas, o ataque começou quando o namorado de uma das moradoras estava saindo da residência e foi abordados pelos assaltantes.

“Os ladrões estavam sentados na rua e esperaram o momento certo para fazer esse assalto. Eles nos levaram para a cozinha, onde chutaram nos meus filhos e davam murro neles à todo momento”, disse a agente de saúde.

Segundo ela, os suspeitos também ficavam acariciando as costas da filha dela e passavam a mão na bunda das vítimas.

Os ladrões levaram da casa aproximadamente R$ 1,9 mil em espécie, jóias, roupas, sapatos, notebook, computador, liquidificador, ar-condicionado, cartões de crédito, documentos e um Fiesta Hatch, de cor cinza e placas OAE-2516.

“Eles (bandidos) falavam a todo momento se não calassemos a boca, nós iriamos ser baleados. Todos foram amarrados e tivemos a ajuda de vizinhos. Os três homens estavam com armas e a mulher estava com uma faca”, destacou uma das vítimas.

Polícia não aparece
Conforme os relatos da agente de saúde, ao ligar para o Centro Integrado de Operações e Segurança (Ciops), os atendentes disseram que os policiais só iriam aparecer no local, caso os bandidos ainda estivessem dentro da casa. “Eles falaram que como não tinha mais ninguém por aqui. A polícia não podia fazer nada”, comentou indignada a vítima.

O caso foi registrado no 15º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no Nova Cidade, Zona Norte, e até o momento nenhum dos suspeitos foram detidos pela polícia.