Publicidade
Manaus
Manaus

Famílias vítimas de incêndio em Manaus deixam abrigos

Desde a terça-feira (27), quando ocorreu o sinistro, mais de 50 famílias que tiveram seus barracos destruídos e não tinham para onde ir foram levadas para o ginásio, até que a situação se normalizasse 02/12/2012 às 09:51
Show 1
Desabrigados que ocupavam o ginásio Ninimberg Guerra já haviam desocupado o local no sábado
Nelson Brilhante Manaus (AM)

Por volta de 23h desta sexta-feira (30/11) deixavam o ginásio Ninimberg Guerra, no São Jorge, Zona Oeste, as últimas famílias vítimas do incêndio que destruiu a comunidade Arthur Bernardes, no mesmo bairro.

Desde a terça-feira (27), quando ocorreu o sinistro, mais de 50 famílias que tiveram seus barracos destruídos e não tinham para onde ir foram levadas para o ginásio, até que a situação se normalizasse.

Quatro dias depois, apenas carros com doações se movimentavam em frente ao ginásio.

Numa ação conjunta, técnicos da Secretaria de Estado da Ação Social e Cidadania (Seas) e da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh) identificaram imóveis disponíveis para aluguel e se encarregaram também de transportarem as famílias aos novos endereços.

A Seas fez plantão dobrado para repassar aos desabrigados o valor de R$400 da bolsa-aluguel e os R$500 da ajuda humanitária, primeira parte do auxílio prometido pelo governador Omar Aziz.

Representantes de mais de 500 famílias foram atendidos nos últimos três dias no Centro de Convivência Magdalena Daou, bairro Compensa, Zona Oeste, local onde a Seas montou uma base. Na próxima semana começam a ser entregues os móveis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos prometidos.