Publicidade
Manaus
Manaus

FCecon realiza cirurgia de próstata inédita na rede pública de saúde do Amazonas

Uma “prostatectomia radical videolaparoscópica”, ou, a retirada total da próstata com o auxílio de uma micro câmera. De acordo com o especialista, a cirurgia agrega uma série de benefícios ao paciente 20/03/2012 às 10:41
Show 1
A cirurgia também minimiza os riscos das sequelas mais comuns neste tipo de doença, tais como a incontinência urinária e a impotência sexual
acritica.com Manaus

A equipe do Serviço de Cirurgia Minimamente Invasiva da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon) realizou mais um procedimento inédito com sucesso.

Uma “prostatectomia radical videolaparoscópica”, ou, a retirada total da próstata com o auxílio de uma micro câmera foi realizada no último dia 29. O paciente, de 76 anos e acometido por um câncer de próstata, passa bem e já recebeu alta.

A equipe muldisciplinar, composta por oito pessoas, foi coordenada pelo uro-oncologista Cristiano Paiva, coordenador do serviço, e a cirurgia durou cerca de seis horas.

A expectativa é que este tipo de procedimento seja realizado uma vez por semana por profissionais do Serviço de Urologia da fundação em parceria com o Serviço de Cirurgia Minimamente Invasiva.

De acordo com o especialista, a cirurgia agrega uma série de benefícios ao paciente. Entre eles está a redução da incisão, que normalmente teria 25 centímetros e, com a utilização da câmera, fica em um centímetro apenas, já que o equipamento possibilita a localização da área a ser retirada com maior precisão.

A cirurgia também minimiza os riscos das sequelas mais comuns neste tipo de doença, tais como a incontinência urinária e a impotência sexual, levando em consideração que o procedimento agride menos a área pélvica, onde a próstata está localizada.

Detalhes
A cirurgia videolaparoscópica é feita com o auxílio de uma câmera de um centímetro, a qual é inserida em uma incisão do mesmo tamanho, de modo a detectar com mais precisão as lesões ou tumores nos pacientes com câncer em geral. Além dela, é utilizado um televisor de 45 polegadas com tela de LCD, que possibilita que toda a equipe possa observar a execução do procedimento.

Câncer de próstata
O câncer de próstata é o mais incidente entre os homens e a segunda maior causa de mortes por neoplasias no sexo masculino, perdendo apenas para o câncer de pulmão. Entre os fatores de risco da doença, explica Cristiano Paiva, estão: o aumento da expectativa de vida; alimentação rica em gorduras, fibras e carboidratos e o fator hereditário (transmissão por via genética da pré-disposição ao câncer de próstata). Este último aumenta em duas vezes as chances de se adquirir um câncer ao longo da vida.