Publicidade
Manaus
Manaus

Feirantes protestam contra demora na reforma do Mercado Adolpho Lisboa

Os manifestantes de mãos dadas fizeram um cordão em volta da estrutura centenária. Logo depois, eles saíram em caminhada pelo entorno do mercado 14/09/2012 às 07:54
Show 1
Feirantes protestaram contra demora na obra, que está parada e sem prazo para ser reiniciada. Eles pedem mudanças no projeto
Náferson Cruz Manaus, Am

Um grupo de aproximadamente 300 permissionários do Mercado Municipal Adolpho Lisboa protestou ontem contra a demora nas obras de reforma do local, que há seis anos está fechado. O mercado compõe o patrimônio histórico de Manaus, além de ser um importante centro de compras.

Para chamar atenção das autoridades, os manifestantes de mãos dadas fizeram um cordão em volta da estrutura centenária. Logo depois, eles saíram em caminhada pelo entorno do mercado. O presidente da Associação dos Feirantes de Manaus, Fidelis Aguiar, disse que as principais reclamações dos feirantes dizem respeito aos novos boxes, as chamadas “gaiolas”, e a falta de comunicação entre a Prefeitura de Manaus e a categoria.

Os comerciantes afirmam que o modelo de gaiolas facilita o furto de mercadorias e cobram a abertura de negociações. Para o presidente do Sindicato dos Feirantes, Deute Barreto, o descaso com o mercado municipal tem deixado os comerciantes insatisfeitos e inseguros. “Não temos informações de quando as obras vão ser retomadas, estamos nessa situação há quase sete anos, sem alternativa alguma”, disse Barreto.

(A Íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa)