Publicidade
Manaus
CASA PRÓPRIA

Feirão da Casa Própria em Manaus acontece de 25 a 27 de maio com juros mais atrativos

MR, Direcional, Staff, RD Incorporadora, Morar Mais e Vivere vão negociar imóveis novos, usados ou na planta, podendo usar inclusive o FGTS 16/05/2018 às 15:53 - Atualizado em 16/05/2018 às 15:57
Show feirao
Foto: Reprodução
acritica.com Manaus (AM)

O Feirão Caixa da Casa Própria em Manaus vai acontecer na próxima semana, de 25 a 27 de maio, ofertando imóveis novos, usados ou na planta com taxas de juros mais atrativas. Serão seis incorporadoras oferecendo empreendimentos para vendas. Em outras 15 cidades brasileiras onde aconteceu o feirão, a Caixa Econômica Federal fez previsão de mais de 200 mil imóveis negociados.

Em Manaus, o Feirão da Caixa vai ocorrer no Centro de Convenções do Manaus Plaza Shopping, na Zona Centro-Sul de Manaus. O processo tem como organizadora a Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Manaus (Ademi). Seis empresas participarão do feirão: MR, Direcional, Staff, RD Incorporadora, Morar Mais e Vivere. Durante a negociação, é possível financiar imóveis com FGTS e, nos leilões, os descontos podem chegar a 80% do valor do imóvel.

Segundo a Caixa, em um mesmo lugar o visitante pode encontrar um imóvel, simular o valor da prestação e assinar o contrato de financiamento. O Feirão da Caixa em todo o País vai reunir 1.600 empregados do banco, 422 correspondentes imobiliários, 559 construtoras e 124 imobiliárias para oferecer 179 mil imóveis novos e 23 mil usados.

Pelo fato do processo ainda estar em construção, a Caixa Econômica ainda não possui dados locais sobre a quantia a ser movimentada em 2018 em Manaus, no entanto, em 2017, o valor chegou a R$ 200 milhões em todo o Amazonas durante os dois dias de venda. Para este ano, a Caixa projeta uma oferta de 202 mil imóveis em todo o País.

Redução de juros

A Caixa informou que reduziu em até 1,25 p.p. as taxas de juros do crédito imobiliário com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). As taxas mínimas passaram de 10,25% a.a para 9% a.a, no caso de imóveis dentro do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), e de 11,25% a.a para 10% a.a, para imóveis enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI).

O banco ainda melhorou as condições no financiamento de imóveis para pessoa física. O limite de cota de financiamento do imóvel usado subiu de 50% para 70%. A Caixa também retomou o financiamento de operações de interveniente quitante (imóveis com produção financiada por outros bancos), com cota de até 70%. Líder no setor, com cerca de 70% das operações para aquisição da casa própria no país, a Caixa vai disponibilizar R$ 82,1 bilhões para o crédito habitacional em 2018.

Publicidade
Publicidade