Publicidade
Manaus
Manaus

Fiéis agradecem Santa Luzia por graças alcançadas

Cerca de mil pessoas participaram no inicio da noite desta quinta-feira (13) da celebração eucarística presidida pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Manaus, Dom Mário Antônio 13/12/2012 às 21:14
Show 1
Cerca de mil pessoas estiveram presentes
Camila Pereira Manaus (AM)

Já imaginou em um dia enxergar e em outro perder totalmente a visão? Foi o que aconteceu com a dona de casa, Maria Antônia da Silva, 40. Há dois anos, após uma cirurgia de catarata ela perdeu totalmente a visão e, agora, tem 40% da visão. Desde então participa dos festejos de Santa Luzia, conhecida como ‘Padroeira dos Olhos’, para agradecer. “Ter estes 40% já é uma graça alcançada, estar totalmente no escuro é muito ruim. Enquanto vida eu tiver, sempre virei a procissão”, declarou ela.

A dona de casa e outras cerca de mil pessoas participaram, no inicio da noite desta quinta-feira (13) da celebração eucarística presidida pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Manaus, Dom Mário Antônio, na quadra da Paróquia de Santa Luzia, seguido do cortejo que percorreu as principais ruas do bairro de mesmo nome, na Zona Sul de Manaus.

Durante a missa, Dom Mário Antônio relembrou a história da mártir da igreja católica. “Ela era uma jovem corajosa, não teve medo da injustiça. Santa Luzia é um exemplo de dedicação aos irmãos. Devemos pedir a ela que abra os nossos olhos e boca para a justiça, amor a família, ajuda aos necessitados e quem participa da comunidade e a políticas públicas que garantam a dignidade”, disse.

Na avaliação da coordenação paroquial, esse é o ápice dos festejos da santa protetora da visão, cuja programação teve início no dia 1º de dezembro, com a carreata de lançamento da festa. Este ano, o evento teve como tema “Caminhando rumo aos 60 anos de missa”, uma espécie de preparação da comunidade para o jubileu da Paróquia de Santa Luzia, que será comemorado em 2013.

Santa Luzia

Luzia pertencia a uma rica família. Sua mãe, Eutíquia, ao ficar viúva, prometeu dar a filha como esposa a um jovem da Corte local. Mas a moça havia feito voto de virgindade eterna e pediu que o matrimônio fosse adiado. Isso aconteceu porque uma terrível doença acometeu sua mãe. Luzia, então, conseguiu convencer Eutíquia a segui-la em peregrinação até o túmulo de santa Águeda.

Luzia então teve uma visão. Santa Águeda teria a questionado por quê ela estava pedindo um milagre que ela mesmo poderia conceder. A mulher voltou curada da viagem e permitiu que a filha mantivesse sua castidade. Além disso, também consentiu que dividisse seu dote milionário com os pobres, como era seu desejo.