Publicidade
Manaus
Manaus

Fim de semana sangrento em Manaus: sobe para 30 número de vítimas de homicídio

Onda de assassinatos começou após decapitação de detento no Ipat e do latrocínio de um sargento da PM, ambos ocorridos na sexta-feira (17) 20/07/2015 às 17:54
Show 1
A 30ª vítima foi um homem identificado como “Pitiú”, morto no final da tarde de domingo (19) na rua G do bairro Armando Mendes
Kamyla Gomes e Luana Carvalho Manaus

Subiu para 30 o número de pessoas assassinadas neste fim de semana em Manaus. Até a tarde de domingo (19), a última vítima foi um homem ainda não identificado, conhecido apenas como “Pitiú”, assassinado a tiros na rua G do bairro Armando Mendes, na Zona Leste da cidade.

Este último homicídio ocorreu em via pública e o principal motivo da execução seria uma cobrança decorrente de uma dívida no tráfico de drogas. No mesmo endereço, rua G do Armando Mendes, outro homem havia sido morto no local às 00h23 de ontem: Harlem Duque Protásio, 33.

A onda de homicídios em Manaus começou ainda na noite de sexta-feira (17), após a decapitação de Hudson de Souza Lopes, dentro do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat) e também da morte do sargento da Polícia Militar Afonso Camacho, ambos assassinados durante a tarde da última sexta.

E o número de homicídios neste final de semana poderia ser ainda maior. Além das vítimas fatais, cerca de nove pessoas permaneciam internadas em hospitais de Manaus por serem vítimas de tentativas de homicídio, até a publicação desta matéria. Saiba mais.

Nada é descartado

As mortes em série foram relacionadas a um ato de vingança pela morte do sargento da PM, o que não foi descartado pelo secretário de Estado Segurança Pública, Sérgio Fontes, como causa dos homicídios.


Cúpula da segurança pública do AM em coletiva

“Temos que dar resposta para todas as mortes. Não descartaremos nenhuma possibilidade de investigação”, disse Sérgio Fontes durante coletiva de imprensa realizada na tarde deste sábado (18). “Temos uma disputa interna dentro dos presídios e fora existe brigas entre organizações criminosas”, acrescentou.

Segundo Fontes, testemunhas foram ouvidas e depoimentos foram coletados. “Temos relatos de que teria sido um grupo a bordo de duas motos e um carro que cometeu esses homicídios e mais algumas tentativas de homicídios, em torno de nove (tentativas)”, explicou.

 “Iremos ouvir todos os que foram baleados e vamos recolher imagens (de câmeras de segurança)”, finalizou o secretário. As 30 mortes entraram para a lista de crimes a serem desvendados pelos investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Confira a lista das vítimas do final de semana:

1- Júlio César de Oliveira Bentes

2- Frank Silva de Almeida

3- Harley Duque Protasio

4 - Diego da Silva Lira

5 - Jhonathan Nobre Aguiar

6- Joelson Martins Ramos

7- Antonio André Carvalho Trindade

8 - Paulo Nazareno de Souza

9 - Rodrigo Anderson Soares

10 - Victor Castro Farias

11 - Cosmo Paulo Ramos

12 - Hudson de Souza Lopes (Ipat)

13 - José Luan Picanço

14 - Edipo Viana de Souza

15 - Anderson Sales Soares

16 - Álvaro Gabriel Rodrigues

17- Josenildo Dias Bernardo

18- Samorama Marciel de Souza

19- Fabrício Cerdeira Dias

20- Joeliton da Silva Pessoa

21- Rodrigo Mendes Davi

22- Erick Patrick Santos

23- Fernando dos Santos

24- Thiago Peres Castro

25- Erick Soares da Silva

26- Ricardo Araujo Barbosa

27- Não identificado no conjunto Buriti, Nova Cidade

28- Não identificado na rua São Pedro

29- Marisa Alexander, na rodovia BR-174

30- “Pitiú”, morto na rua G, Armando Mendes