Publicidade
Manaus
Manaus

Foragido é preso após assaltar drogaria disfarçado como pastor evangélico, na Zona Norte

José Robson usou, inclusive, uma bíblia para não levantar suspeitas ao chegar no local onde cometeu o crime; outro homem foi flagrado com o dinheiro roubado escondido em casa 22/01/2016 às 19:25
Show 1
Os dois foram apresentados em coletiva de imprensa pela Polícia Civil
Kamyla Gomes Manaus (AM)

José Robson Ramos Picanço, de 27 anos, foragido do regime semi-aberto, foi preso na manhã da última quinta-feira (21). Na tarde do dia anterior, ele cometeu um roubo à uma drogaria no bairro Cidade Nova, Zona Norte, se passando por um pastor. Ele utilizava, inclusive, uma bíblia para disfarçar que iria cometer o ato. 

Conforme informações repassadas pela equipe de investigação do 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP), na ocasião, outro homem identificado como Jhon Joseph dos Santos Goes, 31, também foi preso, pois na residência dele foi localizada as provas do crime.

As investigações apontaram que Robson entrou na tarde daquele dia, se aproximou de uma zeladora e começou a pregar a palavra de Deus para ela, foi nesse momento que outros funcionários perceberam a ação do criminoso.

“Após isso, ele foi até a atendente do caixa e então pediu o dinheiro,e ele apontou a arma para ela e depois mandou os clientes deitarem no chão”, informou um dos investigadores investigadores.

Robson conseguiu fugir com alguns celulares dos clientes e foi preso no outro dia, em sua residência localizada no Parque Riachuelo, bairro Tarumã, Zona Oeste. “Conseguimos chegar até ele após imagens das câmeras de segurança. Chegando lá, ele foi questionado sobre a arma e a roupa usada, e então ele indicou que estaria na casa do Jhon, mesmo bairro, e então se deslocaram para lá e encontraram”, completou.

No 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP), Robson alegou que saiu de casa para assaltar a drogaria pois queria dinheiro. Já John, negou qualquer informação, mas foi preso porque o dinheiro foi encontrado em sua residência. Os dois responderão pelo crime de roubo e foram encaminhados para a Cadeia Pública, Centro da capital.