Publicidade
Manaus
Cotidiano, greve, Petrobras, REMAN

Funcionários de empresa terceirizada protestam em frente à Refinaria de Manaus

Atraso no pagamento de salário é uma das principais reinvidicações dos trabalhadores 29/02/2012 às 13:14
Show 1
Ao menos oito empresas estariam prestando serviços terceirizados à Reman
acritica.com Manaus

Aproximadamente 90 funcionários de uma empresa terceirizada que presta serviços diversos à Refinaria de Manaus (Reman), realizaram uma manifestação em frente à empresa, localizada no Distrito Industrial, Zona Sul de Manaus na manhã desta quarta-feira (29), em virtude do atraso de pagamentos de salários, repasse de cestas básicas, entre outras irregularidades.

De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Manaus (Sintracomec), Cícero Custódio da Silva, a entidade pretende se reunir na próxima sexta-feira (2), com representantes da Petrobras e das empresas que prestam serviços terceirizados à ela, para viabilizar uma solução para os atrasos salariais que seriam constantes.

“Desde o ano passado os trabalhadores de diversos segmentos e que atuam nestas terceirizadas vem passando por esses transtornos. A Petrobras faz o repasse às empresas, que por sua vez não cumprem com os seus compromissos”, salienta Custódio.

Segundo ele, a Petrobras pode até alegar que não tem uma ligação direta com os trabalhadores, já que os mesmos são contratados por uma empresa terceirizada, entretanto, como as obras são dela (Petrobras), ela tem responsabilidade.      

Interferência
A Petrobras por meio de sua assessoria de comunicação informou que não tem como intervir nas relações das empresas terceirizadas e seus funcionários, para resolver o impasse.

Ainda segundo a assessoria da Petrobras, os repasses financeiros às terceirizadas são efetuados em tempo hábil, para a realização dos pagamentos, e a empresa já teria advertido algumas das prestadoras de serviço sobre o atraso de pagamento de funcionários.