Publicidade
Manaus
Cotidiano, Educação, Polícia Civil, Fundação Nokia de Ensino

Fundação Nokia irá aguardar fim de investigações para decidir pelo cancelamento de processo seletivo

Post publicado no blog de um professor de Matemática levou à suspeita de fraude no Processo Seletivo da instituição, o que fez com que o caso fosse registrado na polícia 26/11/2012 às 16:09
Show 1
Coordenação do Processo Seletivo da Fundação Nokia denunciou o caso à polícia
acritica.com Manaus

Em uma nota divulgada nesta segunda-feira (26), a Fundação Nokia de Ensino reconhece que o gabarito publicado no blog do professor de Matemática, Alessandro Monteiro corresponde às respostas corretas da prova aplicada pela instituição neste domingo (25).   

Conforme o documento, a instituição comprovou que o gabarito publicado na internet contém as respostas corretas. A polícia foi acionada para investigar as causas que levaram à publicação das respostas da prova.

A instituição aguardará o parecer das autoridades policiais para se pronunciar a respeito do andamento de seu Processo Seletivo.

O caso foi registrado ainda no domingo no 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Petrópolis, na Zona Sul de Manaus, pelos coordenadores da Fundação Nokia. O professor de Matemática esteve na delegacia, onde prestou esclarecimentos ao delegado Marcelo Martins.

Por meio da assessoria de comunicação da Polícia Civil, o delegado Marcelo Martins informou que abriu um inquérito e seguindo a linha de investigações constatou que a publicação no site ocorreu no mesmo dia da prova, comprovando a veracidade das informações do professor Alessandro, descartando qualquer tipo de fraude.

Após a análise das notas dos candidatos na disciplina de Matemática, foi reforçado o procedimento investigativo: nenhum candidato conseguiu alcançar a nota máxima.

O delegado comentou ainda que, mesmo com a conclusão do inquérito, solicitou uma perícia no Blog para confirmar que não houve fraude, cujo resultado deverá ficar pronto entre 30 e 60 dias.

Mal entendido

Ministrando a referida matéria em cursinhos preparatórios, Monteiro disse que programou na última sexta-feira (23), a publicação de um gabarito contendo as possíveis respostas do exame. O post foi atualizado, segundo ele, neste domingo (25), após a prova, mas por questões técnicas da plataforma utilizada pelo blog, a publicação continuou com a data da primeira postagem, o que fez com que pais e demais parentes de candidatos a uma das 160 vagas oferecidas pela instituição de ensino levantassem a suspeita de fraude e vazamento do gabarito.

“Há quatro anos leciono Matemática para concursos, sempre corrijo as questões das provas e nunca tive problemas. O que ocorreu nesse domingo foi que eu editei o gabarito que eu havia publicado antes, com as respostas correta, e o link permaneceu com a data da primeira publicação, que foi no dia 23 (sexta-feira). Não houve nenhuma fraude. A publicação das respostas, que foram resolvidas junto com um grupo de amigos, foi para que os alunos tivessem uma noção das questões acertadas”, explicou o professor Alessandro Monteiro.

Ele também confirmou ter ido à delegacia prestar esclarecimentos sobre o caso, além de ressaltar que o que houve foi um grande mal entendido. Conforme Alessandro, ao postar o gabarito com as respostas da prova de Matemática em seu blog, ele tomou o cuidado de colocar na publicação o termo “Meu Gabarito”, para evitar outras interpretações.