Publicidade
Manaus
DESEMPENHO ESCOLAR

Gestores e coordenadores da educação recebem formação para o Saeb 2017

Capacitação reuniu 250 profissionais da Seduc na manhã desta quarta-feira (18). Provas do Saeb ocorrem até novembro 18/10/2017 às 19:26
Show coordenador
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

A formação para gestores e coordenadores distritais de educação da rede estadual de ensino realizada na manhã desta quarta-feira (18) no auditório da Escola Estadual de Tempo Integral Bilíngue (EETI) Português-Japonês Professor Djalma da Cunha Batista (Português- Japonês), no Japiim, Zona Sul, reuniu 250 profissionais da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino (Seduc).

O Sistema de Avaliação da Educação (Saeb) faz parte do censo escolar do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O Saeb avalia o desempenho escolar da rede de ensino. Participam da avaliação os alunos do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental e alunos da 3ª série do Ensino Médio.

O resultado das avaliações será usado para calcular o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) que dará indícios sobre a qualidade de ensino das escolas públicas de todo o País. Esta edição contará com 1.780 aplicadores de prova e é preferível que o professor não fique em sala de aula, mas o caso o docente queira permanecer, deverá assinar um termo de sigilo.

Etapa nacional

As provas do Saeb na etapa nacional ocorrem de 23 de outubro a 3 de novembro. Em Manaus, será de 25 a 31 de novembro. Os alunos que precisarem de atendimento específico deverão solicitar o serviço por meio da gestora de sua escola, que entrará em contato com a coordenação para acionar um aplicador de prova extra que, junto ao professor (técnico) que o acompanha durante seu dia a dia na escola.

A grande diferença deste ano é que a 3ª série do Ensino Médio também será censitário. Outra novidade são as escolas privadas, que vão aderir à avaliação para aferir o desempenho de seus alunos, bem como avaliar seus professores e a estrutura das escolas.  São esperados aproximadamente 7,6 milhões de estudantes dos ensinos Fundamental e Médio para a avaliação do Saeb.

Formação 

A secretária Executiva Adjunta da Capital, Maria Carneiro de Souza, falou que as avaliações são muito importantes porque refletem o bom desempenho das escolas.

“Compartilhar com os gestores, ouvir as sugestões é importante e necessária, porque é o momento de sensibilizar os alunos, os professores, o próprio gestor, da importância que é fazer essas avaliações. Agora, para a escola ter suas notas validadas tem que ter pelo menos 80% dos alunos participando. O nosso desafio é principalmente o Ensino Médio, porque é mais complicado, principalmente os alunos do noturno, portanto, tem que ser um trabalho em conjunto, nós fomos bem em 2015 e esse ano temos que avançar mais ainda. Com esse trabalho, acredito que teremos êxito”, disse.

Força-tarefa 

A secretária Executiva Adjunta Pedagógica, Luciana Lima de Brito Cáuper, destacou o propósito da formação.

“Essa reunião do Saeb foi feita para montar uma força-tarefa com todos os nossos grupos de trabalho da SEDUC em parceria com as secretarias pedagógica, capital e do interior e os técnicos em conjunto com os coordenadores. As escolas estão trabalhando há algum tempo pensando no Saeb e nós iremos fortalecer a importância da comunidade escolar de participar dessa avaliação, porque o nosso sistema está sendo avaliado e temos que levar essa avaliação para o lado positivo. Nós precisamos saber onde estão os nossos pontos fortes em fracos para poder fazer valer um plano de trabalho em cima disso”.

Preparação

O coordenador Distrital de Educação 5 (CDE5), Raimundo Oliveira, 42, falou sobre a preparação e como a sua coordenadoria vai trabalhar o Saeb.

“Nós estamos fazendo esse trabalho de intensificação com os nossos gestores. A CDE5 fez durante essa semana o atendimento individual com todos os nossos gestores passando as orientações quanto a horário e a metodologia de aplicação da prova. E o próximo passo é nós chegarmos até os nossos professores e os nossos alunos para que essas informações sejam consolidadas. Nós vamos, enquanto coordenadoria, estar presente nas nossas escolas acompanhando  este processo de aplicação da provas, dando o suporte necessário”.

A gestora da Escola Estadual Marechal Hermes, (CDE4), Márcia Sueli Regis da Silva Santos, 46, acredita que o evento é muito importante para a avaliação.

“Esses eventos são de extrema importância para a educação, porque é aqui que recebemos as orientações a respeito do ambiente, da preparação, para que eles tenham um bom desempenho nas avaliações porque a partir dessas avaliações é que serão criadas políticas públicas voltadas para a educação do Estado”.

Disciplinas avaliadas

A coordenadora de Avaliação do Saeb, Shirlene Noronha Guimarães, 46, falou sobre pontos importantes da avaliação. “São avaliados as disciplinas de português, com foco na leitura; e matemática, com foco na resolução de problemas. O Saeb não era censitário, isso ocorreu em 2005. Com o Saeb, o gestor poderá ter a verdadeira noção de como está o desempenho da escola”.