Publicidade
Manaus
Manaus

Governador do AM adota medida preventiva para evitar greve da polícia no Estado

Neste momento, Omar se reúne com os chefes da PM e da Polícia Civil para discutir o PCCS das categorias, o qual deve ser encaminhado à Aleam na próxima semana 10/02/2012 às 17:48
Show 1
Os candidatos aprovados no concurso da Polícia Militar para o cadastro reserva também estiveram nesta terça-feira (7), na galeria da Casa Legislativa requerendo nova chamada para o concurso
Ana Carolina Barbosa, Lúcio Pinheiro e Maria Derzi Manaus

Temendo que a polícia do Amazonas adote a mesma postura das do Rio de Janeiro e da Bahia, as quais estão em greve por melhorias salariais, o governador Omar Aziz (PSD) se reuniu, na tarde desta sexta-feira (10/02), na Sede do Governo do Estado (avenida Brasil, Compensa II, Zona Oeste de Manaus), com o comandante da Polícia Militar (PM), coronel Almir Davi, o delegado-geral da Polícia Civil, Mário Cesar Nunes, e membros de entidades representativas das duas categorias, para apresentar uma proposta de Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) que os contemple.

A medida preventiva foi divulgada pelo próprio governador, em evento ocorrido na manhã desta sexta-feira (10/02), também na sede governamental, na qual foi anunciada a liberação de R$ 4 milhões aos municípios do interior do Amazonas para serem aplicados na geração de emprego e renda nas localidades.

Omar explicou que, caso aprovada, a proposta será encaminhada já na próxima semana à Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) para votação. “Espero que a gente tenha uma solução. Eu acredito que não teremos problema, porque é de interesse de todos que não tenhamos nenhum tipo de confronto, pois só quem perde (com isso) é a sociedade”, disse o governador.

Greve em 2011

Ele relembrou o movimento deflagrado por entidades de classe, em 2011, cuja principal reivindicação foi a criação da Classe Especial para delegado e o escalonamento de 10% na remuneração das classes policiais. A diferença de vencimento chegava a quase 70%. Atualmente, investigadores de primeira classe recebem R$ 3,4 mil, por exemplo. Já os mesmos profissionais da categoria especial recebem R$ 5,8 mil. Ambos desempenham a mesma função.

A greve da Polícia Civil terminou com a promessa do Estado em apresentar uma proposta que contemplasse a categoria. No último dia 7, o deputado Cabo Maciel (PR), adiantou em reunião com representantes das policias do Amazonas, na Aleam, que os PCCSs das polícias Civil e Militar do Amazonas estavam sendo ajustados pelo Governo do Estado. Na ocasião, eles levaram faixas solicitando

Resultado

Durante a reunião, foi descartada qualquer possibilidade de greve. Na próxima segunda-feira, os membros das polícias e entidades de classe se reunirão com secretário Isper Abrahim, titular da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), para discutir fatores relacionados à Lei de Responsabilidade Fiscal, e definir o valor que poderá ser concedido de aumento. Na quarta, eles retornam com Omar para finalizar a proposta que seguirá à Aleam.