Publicidade
Manaus
Manaus

Governador do AM faz promessas que somam R$ 14 mi

Municípios contemplados com projetos anunciados por Omar sofrem com os atrasos das obras 24/04/2012 às 07:55
Show 1
Omar Aziz com a população de Envira. O município espera há mais de seis anos pela conclusão de um hospital
KLEITON RENZO Manaus

Em três dias de viagem pelo interior do Estado, o governador Omar Aziz (PSD) acumulou promessas que somam investimentos de mais de R$ 14 milhões e estão destinadas a oito municípios das calhas dos rios Juruá e Purus. No fim de semana, Omar, o senador Eduardo Braga (PMDB) e uma comitiva da qual faziam parte a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB), cinco deputados federais e seis deputados estaduais visitou Boca do Acre, Ipixuna, Guajará, Envira, Eirunepé, Itamarati, Carauari e Juruá.

Em Envira (distante 1.215 quilômetros de Manaus), a obra de um hospital público que está com atraso de seis anos recebera aporte de R$ 4,5 milhões, de acordo com o governador Omar Aziz. Orçada no ano de 2006 em R$ 1,5 milhão, o empreendimento já recebeu aditivo de R$ 712 mil. O valor da unidade médica, quando concluída, alcançará R$ 6,7 milhões.

Em cartões da modalidade “Amazonas Solidário”, o governador deixou R$ 4 milhões para 10.110 mil famílias. Cada cartão tem R$ 400 em crédito para ajudar os atingidos pela cheia dos rios. Com microcréditos de até R$ 4 mil da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), o governador prometeu ajudar agricultores dos oito municípios que tiveram prejuízo com a enchente e poderão receber de R$ 2 mil a R$ 4 mil, com juros reduzidos e facilidade de contratação.

Em Guajará (distante 1.476 quilômetros de Manaus), do prefeito Manoel Hélio (PMDB), onde o porto da cidade está há quase três anos em obras, Omar prometeu que irá de Manaus a parte que falta para a conclusão da obra, e sugeriu que o governo construirá casas populares na cidade. “Desapropriamos uma área bastante extensa aqui (...) que deverá ser destinada principalmente à construção de moradias populares”, disse

Omar também prometeu acabar com a espera pela conclusão da reforma do hospital de Itamarati (distante 980 quilômetros de Manaus). A obra que foi orçada em R$ 1,7 milhão está há quase dois meses atrasada. Itamarati também é governada por um peemedebista, João Campelo. Outro peemedebista que vai ganhar uma força do governo em ano de eleição é o prefeito de Eirunepé (distante 1.160 quilômetros de Manau), Dissica Tomaz.

Omar prometeu a construção de um Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti), e a reforma do hospital do município.

Duas das 17 prefeituras controladas pelo PSD no interior foram visitadas pelo governador. A de Carauari e a de Juruá (distante 1.676 e 1.540 quilômetros, respectivamente, de Manaus). Em Carauari, Omar prometeu acelerar a reforma do aeroporto e construir um Ceti. E no Juruá, Omar entregou 157 notebooks a professores municipais.

De olho na campanha de 2014

Fontes do Governo do Estado disseram que o governador Omar Aziz (PSD) descarta concorrer à Câmara de Deputados nas eleições de 2014, e enquanto turbina as gestões dos prefeitos dos partidos de sua base, para as eleições municipais deste ano, prepara também o terreno para a campanha dele ao Senado.

Outras ações de Omar, no último fim de semana, no interior foram: dar dois meses de anistia aos comerciantes do atingidos pela enchente dos rios, no Imposto sobre Circulação e Mercadorias e Serviços (ICMS); a ampliação para o interior dos projetos “Viver melhor” e “Oportunidade & Renda”, além da compra de 140 ambulâncias e outras 30 mil consultas oftalmológicas e óculos, que serão distribuídas à população desses municípios.

“Quem é deficiente no Juruá não está mais sozinho, vamos reformar as casas dessas pessoas e melhorar a vida delas e amenizar o sofrimento dessas famílias”, declarou Omar no Município de Juruá.

Maioria é do PMDB e do PSD

Dos oito municípios visitados pelo governador Omar Aziz (PSD), somente dois são governados por prefeitos de outras legenda fora do arco oficial de apoio ao governador: Boca do Acre, cuja prefeita Maria Munhoz está no PR do senador Alfredo Nascimento e Envira, do prefeito Rômulo Matos (PPS).

Além do aditivo para o hospital, o Município de Envira recebeu promessa de construção de duas indústrias de beneficiamento de farinha e açaí, recuperação de 25 quilômetros de vicinais e a compra de um mamógrafo para o (ainda inacabado) hospital da cidade.

Em Boca do Acre (distante 1.038 quilômetros de Manaus), Omar deixou promessa de que irá abrir R$ 5 milhões em microcrédito através da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) para os agricultores da sede e da zona rural do município. O mesmo incentivo da Afeam será dado para os moradores de Ipixuna (distante 1.368 quilômetros de Manaus), da prefeita Democrata Ana Maria, que vai receber outros R$ 800 mil para reformar o hospital da cidade. O DEM é partido da base de Omar e Braga.

O dinheiro dos microcréditos, que não irá passar pelas prefeituras, será creditado diretamente aos agricultores cadastrados pela Afeam.

Valores

O valor gasto pela comitiva governamental na primeira viagem do governador Omar Aziz (PSD) e o senador Eduardo Braga (PMDB) para o interior do Estado não foi divulgado. A reportagem pediu, por três vezes, essa informação à Agência de Comunicação do Estado e não foi atendida.