Publicidade
Manaus
Definição nomes candidatos prefeitura

Governador Omar Aziz deve divulgar em poucos dias nome de quem irá apoiar para a Prefeitura de Manaus

Omar Aziz afirma que " em questão de dias" sairá o nome do candidato à Prefeitura de Manaus que terá o apoio dele 06/06/2012 às 08:15
Show 1
Omar Aziz disse ter iniciado nessa terça-feira(05) as conversas em torno de um nomedo candidato do grupo político que ele coordena para disputar a Prefeitura de Manaus
Kleiton Renzo Manaus

 “Chegou o momento e a gente tem que definir”. A declaração foi feita, nessa terça-feira (05), pelo governador do Amazonas, Omar Aziz (PSD), ao comentar, em entrevista à imprensa, sobre o processo de definição do nome do candidato do grupo liderado por ele à Prefeitura de Manaus nas eleições deste ano.

De acordo com Omar Aziz, “é questão de dias” para definir quem irá concorrer à prefeitura de pelo PSD ou de outro partido, mas com o apoio da legenda comandada pelo governador. “Eu começo a conversar com vários candidatos da capital e do interior. Tenho uma agenda muito extensa. Chegou o momento e a gente tem que definir (um candidato). Temos poucos mais de 20 dias e todos os partidos estão marcando as convenções”, disse Omar.

Omar participou nessa terça-feira (05), no Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), da assinatura dos decretos de lei que criaram o Conselho de Energia do Amazonas (Ceam) e alteraram a lei nº 3219/2007, que trata do Licenciamento Ambiental do Estado. O governador evitou adiantar nomes, mas afirmou que o candidato do partido “já esteve com a gente em outras eleições”. Nos últimos meses entre os nomes cogitados para a vaga de candidato à sucessão do prefeito Amazonino Mendes (PDT), estavam os dos deputados estaduais Ricardo Nicolau (PSD), presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), Chico Preto (PSD), a deputada federal Rebeca Garcia (PP), o vice-governador José Melo (PMDB), e o ex-vice-governador Samuel Hannan (PSD).

“Nós vamos ter um nome que pode ser do PSD ou não. Mas que já esteve com a gente em outras eleições. Isso é questão de dias pra gente decidir, conversar e tomar um rumo”, repetiu o governador.

Abordado sobre a relação PSD/PMDB, do senador Eduardo Braga, e se as duas legendas caminhariam juntas nas eleições deste ano, o governador disse: “A gente vai fazer tratativa com todos os partidos, inclusive o Eduardo. Com certeza absoluta nós vamos conversar sobre isso antes das convenções”.

 No PMDB, o nome do deputado estadual Marcos Rotta aparece como um dos preferidos pelo cacique da sigla, o senador Eduardo Braga. Animado, Rotta vem assumindo postura de candidato, enfocando, a partir da ALE-AM, temas-problemas da cidade de Manaus. Mas, o próprio Eduardo Braga não fecha a porta quando o assunto é uma possível candidatura dele.

No início deste ano, o governador Omar Aziz afirmou que não apoiaria candidato do PMDB que não fosse Braga. “Meu compromisso é com o Eduardo Braga. Não tenho compromisso com o candidato indicado por ele. Não tenho compromisso com candidato A, B ou C. Ele deve falar um nome e vamos avaliar”, disse Omar em janeiro.

Proama fica com o governo

 “Eu tenho um problema pra resolver, que é o Proama (Programa Águas para Manaus). E não vou entregar para nenhuma empresa”, a frase do governador Omar Aziz (PSD), dita nessa terça-feira (05), contrasta com a cláusula 6ª do quarto Termo Aditivo do contrato entre a Prefeitura de Manaus e a concessionária Manaus Ambiental (ex-Águas do Amazonas). Nele, a prefeitura transfere para a concessionária “todos os bens do referido complexo”, que caberá, “operar, manter e administrar o complexo Proama (...), arcando tão somente com os custos decorrentes de operação, manutenção e administração”.

Questionado se o Estado iria tratar com a concessionária sobre o Proama, o governador afirmou que a relação de negociação é com a prefeitura e que o “compromisso” era para comprar a água do Proama.

 “Tem um termo de compromisso assinado pelo Serafim (Corrêa, ex-prefeito de Manaus) e pelo Eduardo (Braga, quando governador), que a prefeitura compraria a água produzida. Só que no termo não diz o valor da água, quanto custa o metro cúbico da água, e a quantidade. Isso é o que nós temos que definir. O grande impasse hoje é o custo dessa água”, declarou Omar. Ele cobrou da concessionária a aplicação da ‘tarifa social’.

Em entrevista a A CRÍTICA em 23 de maio, o diretor da Manaus Ambiental, Alexandre Bianchini, disse que a concessionária espera do governo e da prefeitura “uma definição” sobre o Proama. “Não é verdade. A concessionária sabe muito bem que desde quando ela foi colocada em leilão, já era para ter instalado essa tarifa social”, rebateu Omar.

Artur citado como candidato

 O governador Omar Aziz (PSD) citou o ex-senador Artur Virgílio Neto (PSDB) como candidato à Prefeitura de Manaus. Nas contas de Omar Aziz, a disputa pela Prefeitura de Manaus, nas eleições deste ano, terá entre sete a nove candidatos.

 Na lista de candidatos, comentada por Omar Aziz, estão: o ex-prefeito Serafim Corrêa (PSB), um nome do PSTU “que sempre lança candidato”, um do PCB que também “sempre lança candidato”, e Artur Neto (PSDB). No campo da incerteza de candidaturas, o governador citou o vereador Hissa Abrahão que “está dizendo que poderá ser candidato pelo PPS”, e “nós vamos ter um candidato”. Disse ainda: “eu não sei a posição do Amazonino (Mendes), se ele sairá candidato ou se lançará candidato.”

Se a convenção do PSD ocorrer no dia 30 deste mês, poderá se realizar no mesmo dia da do PSDB. Em entrevista a A CRÍTICA, publicada no domingo, o ex-senador Artur Neto afirmou que tem avaliado com amigos e companheiros a “hipótese de disputar a Prefeitura de Manaus”. E completou: “a cidade precisa de um choque de ordem e é cada vez maior o contingente de pessoas que considera que quem pode dar o choque de ordem é quem já fez isso.”