Publicidade
Manaus
Manaus

Governistas e oposição se enfrentam em 20 cidades

Confronto mais frequente é entre o PT e o PSDB. Um dos palcos é São Paulo 15/10/2012 às 09:19
Show 1
Presidenta Dilma Rousseff
Acrítica ---

Em 20 das 50 cidades onde haverá segundo turno no dia 28 a disputa será entre um partido que integra a base de apoio à presidente Dilma Rousseff e outro de oposição ao governo federal, segundo a Agência Estado. Dos municípios restantes, em dois haverá enfrentamento entre duas legendas de oposição a Dilma, e em 28 o duelo será entre partidos governistas.

O confronto mais frequente será entre PT e PSDB, as duas forças que polarizaram as última cinco eleições presidenciais. Por ordem de tamanho do eleitorado, petistas e tucanos vão se enfrentar em São Paulo, Guarulhos, João Pessoa, Pelotas, Rio Branco e Taubaté. Essas seis cidades têm 10,6 milhões de eleitores - 81% deles concentrados na capital paulista, onde Fernando Haddad (PT) e José Serra (PSDB) disputam a eleição com maior peso político do País.

Guarulhos é outra prioridade para os petistas. A cidade, segunda mais populosa de São Paulo, tem mais eleitores do que 15 capitais do País. Lá, o atual prefeito, Sebastião Almeida (PT), chegou perto de vencer a eleição no primeiro turno: teve 49,7% dos votos na disputa contra Carlos Roberto (PSDB).

Em Manaus, o PT está no segundo turno não na cabeça de chapa, mas na coligação de apoio a Vanessa Grazziotin, do PC do B, que concorre contra Artur Virgílio (PSDB). Os dois protagonizam uma revanche da eleição de 2010, quando, na disputa pelo Senado, Vanessa derrotou Virgílio, que buscava a reeleição.

 Em Belém, os petistas também vão enfrentar um tucano indiretamente, ao apoiar Edmilson Rodrigues (PSOL) contra Zenaldo Coutinho (PSDB). Na capital paraense, a segunda maior da Região Norte, o PT teve desempenho de partido nanico: seu candidato ficou em sétimo lugar no primeiro turno.