Publicidade
Manaus
Manaus

Governo inicia pagamento de auxílio para famílias atingidas pelo incêndio em Manaus

O governador do Estado, Omar Aziz, ao lado da primeira-dama, Nejmi Aziz, esteve no Centro de Convivência da Família Madalena Arce Daou, no bairro da Compensa 1, onde ocorreu a distribuição do benefício 01/12/2012 às 11:50
Show 1
Governador Omar Aziz esteve no local onde as vítimas do incêndio receberão o benefício
--- ---

O Governo do Amazonas começou, nesta sexta-feira, 30 de novembro, o pagamento do auxílio financeiro às famílias vítimas do incêndio na comunidade Artur Bernardes, no São Jorge, zona oeste de Manaus.

O governador do Estado, Omar Aziz, ao lado da primeira-dama, Nejmi Aziz, esteve no Centro de Convivência da Família Madalena Arce Daou, no bairro da Compensa 1, onde ocorreu a distribuição do benefício, para explicar às famílias sobre as medidas emergenciais adotadas pelo governo e o processo de indenização das residências da área.

A Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Seas) cadastrou 543 famílias vítimas do incêndio na comunidade Arthur Bernardes. Nesse primeiro lote de pagamento, 365 famílias cadastradas serão beneficiadas com o aluguel social, no valor de R$ 400, e o auxílio financeiro de R$ 500 para compra de roupas.

“Vão aparecer mais famílias e elas também serão beneficiadas com a ajuda. Nenhuma vai ficar sem e na próxima semana começamos a entrega dos eletrodomésticos”, disse Omar Aziz. A área da comunidade Artur Bernardes está incluída no cronograma de obras do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim), que fará intervenção urbanística em toda a extensão do igarapé da Cachoeira Grande. O processo de indenização e retirada das famílias será antecipado, segundo o governador.

“Estamos com o projeto no Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico, Artístico Nacional) e só não começou porque ainda não deram autorização. O dinheiro tem, o projeto está pronto, licitado e só falta a autorização do Iphan. Espero que saia nos próximos dias”, afirmou o governador. A obra do Prosamim no igarapé da Cachoeira Grande é no valor de R$ 78 milhões e vai urbanizar o trecho entre a Avenida Kako Caminha e a ponte do São Jorge, retirando 2.358 famílias cujas casas estão abaixo da cota de inundação.

O projeto prevê ainda a construção de 1,5 mil unidades habitacionais, com recursos de R$ 65 milhões disponibilizados pela Caixa via programa Minha Casa, Minha Vida. Para as famílias que optarem pela indenização, o bônus é no valor médio de R$ 35 mil por família. Outra alternativa para o morador é a aquisição direta de outro imóvel como forma de indenização.

Nesse caso, o governo pagará até R$ 50 mil para imóveis totalmente regularizados. Quem morava de aluguel na área também receberá bônus do governo estadual no valor de R$ 6 mil. 

“Havia uma programação para eles serem indenizados somente em abril do ano que vem, mas vamos antecipar, dar prioridade para isso As pessoas vão ter duas opções. Poderão receber a indenização em dinheiro ou esperar os apartamentos ficarem prontos. Nesse caso, nós pagaremos durante esse tempo”, explicou Omar Aziz.

 Na próxima semana, o Governo Estadual vai organizar a distribuição dos eletrodomésticos para as famílias afetadas pelo incêndio na comunidade. Cada morador vai receber geladeira, fogão, televisão, cama de casal, colchão, rede, botijão de gás, fraldas e roupas de cama. As cestas básicas serão entregues pelos próximos quatro meses.