Publicidade
Manaus
Manaus

Granada caseira é encontrada em residência na Zona Leste de Manaus

Segundo informações da PM, o artefato foi aceso e arremessado por autores desconhecidos para a casa do autônomo José Silva Gomes, 46. A bomba falhou e não chegou a explodir 08/03/2012 às 21:03
Show 1
Uma guarnição da 11ª Cicom se deslocou ao local para conferir a denúncia e confirmou que se tratava de uma bomba
Catiane Moura ---

A Polícia Militar (PM) localizou nesta quinta-feira (8), por volta das 16h, uma granada caseira - de venda controlada -, no quintal de uma residência na rua Princesa, na Comunidade Ouro Verde, no Coroado, Zona Leste de Manaus. Segundo informações da PM, o artefato foi aceso e arremessado por autores desconhecidos para a casa do autônomo José Silva Gomes, 46. A bomba falhou e não chegou a explodir.

Conforme relatos da vítima à polícia, José estava limpando o quintal de sua casa, por volta das 15h30, quando encontrou a granada. Ele contou que ao perceber que se tratava de um explosivo acionou a polícia por meio do 190. O mesmo ainda disse que desconfia que a bomba tenha sido jogada durante noite de quarta-feira.

Uma guarnição da 11ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) se deslocou ao local para conferir a denúncia e confirmou que se tratava de uma bomba. O artefato foi levado pelos PMs ao 11° Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde foi destruído, por policiais do Grupamento de Manejo de Artefatos Explosivos da Polícia Militar.

“Esta bomba pode atingir de 5 a 10 metros de distancia. Se ela tivesse explodido, quando acesa,  teria causado estragos”,  informou um policial do grupo  atinbomba.

De acordo com delegado Pablo Giovanni, do 11° DIP, esta é a primeira granada, que segundo ele, possivelmente foi elaborada por um especialista encontrada no bairro Coroado.

“É uma granada caseira muito bem elaborada e perigosa. Com certeza é diferente de outras encontradas pela polícia”, destacou o delegado comparando o artefato com os que são usadas por criminosos no Rio de Janeiro.

O delegado ainda informou que a vítima será chamada ao DIP para prestar esclarecimentos sobre o caso.

“Eu ainda não o ouvi, mas ele terá que retornar a delegacia para esclarecimentos e iniciarmos as investigações sobre quem teria jogado esta bomba na casa dele”, comunicou Pablo Giovanni.