Publicidade
Manaus
Manaus

Grevistas de Manaus realizam ato público nesta quarta (18)

O objetivo de mais um ato público unificado é continuar informando e chamando a atenção da sociedade paras as reivindicações das categorias, cujo eixo da pauta perpassa pela valorização e dignidade dos servidores 17/07/2012 às 13:33
Show 1
O objetivo dos docentes é chamar a atenção da sociedade par suas reivindicações, pautadas na reestruturação da carreira docente, melhores condições de trabalho e de mais investimentos para a universidade pública
acritica.com Manaus (AM)

Os professores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) que estão em greve por tempo indeterminado desde o dia 17 de maio, participam na manhã desta quarta-feira (18) de mais um ato em conjunto com outros servidores federais do Estado paralisados.

Conforme o coordenador do Comando Local de Greve (CLG) e presidente da Associação dos Docentes (Adua), Antônio Neto, os grevistas realizarão uma passeata com concentração na sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), localizada na Avenida André Araújo, 901, no bairro Aleixo , Zona Centro-Sul de Manaus.

“A concentração será às 8h, sairemos às 9h30 em passeata com uma parada no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e depois seguiremos para o Campus Universitário”, explicou.

O objetivo de mais um ato público unificado é continuar informando e chamando a atenção da sociedade paras as reivindicações das categorias, cujo eixo da pauta perpassa pela valorização e dignidade dos servidores.

Para Antônio Neto, o ato representa o descontentamento dos servidores com o Governo Federal. “Mostra como vários órgãos desaprovam o atual governo, não só pela falta de reajuste salarial ou condições de trabalho”, disse. O CLG da Ufam vai analisar a proposta do Ministério do Planejamento, apresentada na última sexta-feira (13), na Assembleia Geral prevista para às 15h da próxima quinta-feira (19),  no auditório Paulo Burhein, na Faculdade de Educação Física (FEF), no setor Sul (antigo mini campus) do Campus Universitário.

Orgãos

De acordo com a coordenação, além da Adua, Incra e Inpa, está prevista ainda o apoio no ato unificado do Sindicato dos Servidores da Justiça do Trabalho do Amazonas (Sitra-AM/RR), Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Amazonas (Sindsep/AM) Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica no Amazonas (Sinasefe-AM), dos Trabalhadores da Educação Superior do Estado do Amazonas (Sintesam), dos Servidores da Justiça Eleitoral do Amazonas (Sinjeam) e dos Trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos no Amazonas (Sintect/AM).

Também confirmaram presença representantes da Central Sindical e Popular (CSP-Conlutas/AM), da Associação dos Servidores da Justiça Federal do Amazonas (Assejuf/AM), do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), do Movimento Social de Luta por Moradia Digna (MSLMD) e do Comando de Greve Estudantil da Ufam e da Assembleia Nacional dos Estudantes - Livre (Anel).

Mobilização

A passeata desta quarta-feira é o segundo ato público unificado que a categoria participa. A primeira atividade conjunta foi realizada no dia 6 de julho, no Centro de Manaus. Segundo levantamento da Policia Militar, a mobilização contou 1,2 mil participantes entre estudantes, técnicos, professores e demais trabalhadores do serviço público federal. Com faixas, cartazes e carros de som, os manifestantes saíram da Praça 5 de Setembro (Praça da Saudade), passaram pela Rua Epaminondas e Avenida Eduardo Ribeiro, até finalizar a passeata na Praça Heliodoro Balbi (Praça da Polícia), na Avenida 7 de Setembro.