Publicidade
Manaus
Manaus

Hissa Abrahão aposta no tempo de TV durante a campanha eleitoral

Candidato a prefeito pelo PPS contará com um minuto e 42 segundos para conquistar o eleitorado 19/06/2012 às 09:03
Show 1
Candidatura de Hissa Abrahão para prefeitura foi oficializada no sábado
LÚCIO PINHEIRO Manaus

O candidato a prefeito de Manaus, vereador Hissa Abrahão (PPS) afirmou, nessa segunda-feira (18), que se a publicidade vende tudo o que quer em 30 segundos na TV, ele conseguirá com um minuto e 42 segundos (tempo do PPS na TV) vender as ideias dele durante a campanha. “Nós teremos um minuto e 42 segundos de TV. A maioria dos comerciais tem 30 segundos e vendem pra caramba. Vende tudo que eles almejam”, afirmou Hissa.

Os nomes de Hissa Abrahão e Guto Rodrigues, presidente do diretório estadual do PPS, foram confirmados como candidatos a prefeito e vice-prefeito, respectivamente, em convenção realizada no sábado. Ontem, os dois iniciaram, por A CRÍTICA, visitas aos meios de comunicação já falando como candidatos à Prefeitura de Manaus.

Nas articulações pré-convenção, o PPS até tentou atrair alianças e, por tabela, o tempo de TV de outras legendas, mas não teve sucesso, disseram ontem Hissa Abrahão e Guto Rodrigues. “A gente tentou, mas até agora todos foram muito reticentes”, disse Hissa. “Os partidos hoje se tornaram balcões de negócios”, reclamou Guto

Os dois disseram que tentaram coligar nesse primeiro turno com PSDB, PSC, PRTB, PSDC, PSOL e PMN. Diante da recusa, saíram com a chapa “puro sangue”. “Nós nos armamos para tentar sentar à mesa e fazer uma aliança, o que é legítimo. Só que cada um tem sua ideia e maneira de pensar”, disse Hissa.

Guto Rodrigues disse que, mesmo diante da recusa das outras siglas nesse primeiro momento, o PPS estará aberto às alianças num eventual segundo turno. “O nosso foco nesse momento é ir para o segundo turno. Estamos vivendo um dia de cada vez. Depois, a história se encarregará”, afirmou Guto. E Hissa avisou: “A gente até abre mão de fazer uma aliança ideológica - ninguém vai pedir atestado ideológico de ninguém, mas não deixar o nosso programa de governo ser superado pelo de outro (partido)”.

Candidato pede respeito

Hissa Abrahão afirmou que não tem medo e quer respeito dos “caciques” políticos postos até agora como pré-candidatos a prefeito de Manaus. “Se fosse me preocupar com os caciques não era candidato. A única coisa que peço deles é respeito. Alguns deles iniciaram na vida pública muito jovens, da mesma forma eu espero que eles também me respeitem”, disparou o candidato do PPS.

Sobre a ausência, na convenção, do único parlamentar da sigla na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), Luiz Castro, Guto Rodrigues disse que só a imprensa reparou. “A direção nacional do partido nem perguntou por ele”, disse Guto, que garante o apoio de Castro à candidatura deles.