Publicidade
Manaus
Manaus

Homem acusado pelo assassinato de companheira é preso nesta quinta (17), em Manaus

Crime aconteceu no ano passado; alegando legítima defesa, Jhonata Araújo, de 19 anos, desferiu 14 facadas na então namorada, Graciema Abraão, 52, após discussões e ameaças por causa de ciúmes 17/07/2014 às 14:06
Show 1
Jhonata Marques de Araújo enfrenta prisão por crime cometido um ano antes
Renildo Rodrigues* Manaus (AM)

Um crime cometido em 2013 ganhou um novo desfecho nesta quinta-feira (17).

Jhonata Marques de Araújo, de 19 anos, acusado pelo assassinato de Graciema Torres Moreno Abraão, 52, foi libertado por falta de provas no fim do ano passado, após o corpo de Graciema ter sido encontrado pela irmã, em sua própria residência, com marcas de 14 facadas, mas agora é colocado novamente como o principal suspeito do crime.

Ele foi apresentado nesta manhã na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), após o pedido de prisão preventiva feito pelo juiz Mauro Antony, da 3ª Vara do Tribunal do Júri. Jhonata deve enfrentar o resto do processo em reclusão.

Entenda o caso

Segundo a investigação da polícia, Graciema morava na rua Xavier Mendonça, no bairro Aparecida, Zona Sul de Manaus, e Jhonata trabalhava como entregador em uma distribuidora de água e gás na mesma via. Os dois tiveram um relacionamento de cerca de um ano, marcado, segundo Jhonata, pelo ciúme e a possessividade de Graciema. Quando, no dia 18 de outubro de 2013, os dois tiveram uma discussão especialmente violenta, a vítima teria pegado uma faca e ameaçado matar o namorado. Jhonata então tomou a arma de Graciema e a atacou de volta, resultando no óbito da mulher. O cadáver foi descoberto dois dias depois.

* Com informações da repórter Girlene Medeiros.