Publicidade
Manaus
Manaus

Homem diz que estava drogado quando matou desconhecido com 4 tiros na véspera do Réveillon

Suspeito informou que não conhecia a vítima e que não tinha intenção de matá-lo. Homem afirmou que foi agredido com socos pela vítima momentos antes do crime 19/01/2016 às 11:42
Show 1
Baixinho disse que estava sob efeito de drogas no momento do crime
Fábio Oliveira Manaus (AM)

Foragido desde o dia 31 de dezembro de 2015 pelo crime de homicídio, Felipe dos Anjos Pereira, o "Baixinho", 22, foi preso pela Polícia Civil acusado de ter matado com quatro tiros Waldercley Cruz Pereira, de 30 anos.

O crime ocorreu no dia 31 do ano passado na avenida Autaz Mirim, bairro São José Operário, Zona Leste de Manaus. Felipe foi preso na casa dele, na última sexta-feira (15), na rua Bem-te-vi, bairro Tancredo Neves, por policiais da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop).

De acordo com Ivo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Felipe relatou em depoimento que matou porque havia sido agredido com socos pela vítima.

"Ele tava em um bar bebendo e consumindo entorpecente, quando a vítima passou e desferiu socos nele. Então o Felipe foi em casa, pegou a arma e premeditadamente atirou na vitima", explicou.

À imprensa, Felipe informou que não conhecia a vítima e que não tinha intenção de matá-la. "Ele nem o conheço e ele me bateu. Eu tava bebido e 'empozado'. Então fui em casa peguei a arma e mandei ele se deitar, mas ele tentou tomar minha arma e eu apertei quatro vezes o gatilho sem cessar", disse.

Depois do crime, Felipe entregou a arma a um comparsa identificado como Francisco Carlos Rodrigues de Castro, 31, que também foi preso. Felipe irá responder por homicídio qualificado e Francisco por porte de arma. Ele iria receber R$ 50 pra guardar o armamento.

Segundo Martins, os dois serão encaminhados a cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da cidade, onde ficarão a disposição da Justiça.