Publicidade
Manaus
Manaus

Homem é agredido e desmaia em confusão em frente à Câmara Municipal de Manaus

Um grupo de manifestantes foi agredito hoje em frente à CMM quando pedia a cassação do vereador Jaildo dos Rodoviários 12/03/2012 às 19:09
Show 1
O cobrador Wilder Silva desmaiou após ser agredito durante protesto na Feira do Santo Antônio, ao lado da Câmara Municipal de Manaus
Ana Carolina Barbosa Manaus

O cobrador de ônibus Wilder Silva Santos desmaiou após ser agredido durante um protesto realizado às 10h30 desta segunda-feira (12/03) na Feira do Santo Antônio, localizada na rua Padre Agostinho Cabaleiro (antiga Estrada da Compensa), no bairro de mesmo nome, Zona Oeste de Manaus. Ele foi encaminhado ao Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, na avenida Mário Ypiranga Monteiro, antiga Recife e está fora de perigo, segundo a assessoria da unidade. O grupo, com cerca de dez pessoas, foi ao local no intuito de protestar pela cassação do vereador Jaildo Oliveira (PRP), conhecido como Jaildo dos Rodoviários.

O grupo afirma que Jaildo, parlamentar ligado ao Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Manaus (Sttrm), chamou, no último dia 1º, em seu programa de rádio “Conexão do Trabalhador”, o atual presidente da entidade, Francisco Bezerra, de “perneta”, referindo-se à deficiência do mesmo. O fato é negado pelo parlamentar. Jaildo é irmão do ex-presidente do sindicato, Josildo Oliveira, o qual vem pleiteando há alguns meses retornar à direção da entidade.

Conforme vendedores da feira que preferiram manter suas identidades em sigilo, o grupo, com cerca de dez pessoas, estava na rua que fica entre a área comercial e a Câmara Municipal de Manaus (CMM) protestando com faixas quando vários carros pararam no local e aproximadamente 20 pessoas, algumas munidas de pedaços de pau, desceram e iniciaram a confusão. Várias pessoas foram agredidas e Wildes Silva Santos acabou caindo no chão durante a briga, levando chutes e pauladas. Ele desmaiou no local e foi encaminhado à unidade hospitalar.

Ainda segundo comerciantes da feira, uma das pessoas que chegou depois ao local em um dos carros estava com uma arma de fogo. Entre os agressores, afirmam os manifestantes, estava um dos irmãos de Josildo e Jaildo. Eles atribuem a autoria das agressões a um grupo ligado ao ex-presidente do sindicato, Josildo Oliveira.

A assessoria do Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto informou que não foi constatada nenhuma lesão no cobrador Wilder Silva, mas que o mesmo permaneceria na unidade para avaliação, já que estava reclamando de dores na cabeça.

Neste momento, várias pessoas envolvidas na briga estão no 5º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Santo Antônio, prestando queixa. A equipe de acrítica.com tentou contato com Josildo Oliveira, mas não obteve sucesso.

Dentro da Câmara

Enquanto a confusão ocorria fora da CMM, dentro, Jaildo dos Rodoviários afirmava aos demais membros da Casa que não foi o autor da ofensa na rádio. Primeiro, ele informou à imprensa que a voz que aparece na gravação é do irmão, Jaildo, o qual apresenta o programa com ele e estava lendo uma mensagem que haviam mandado para ele no celular. Depois, disse que não sabia quem havia apresentado o programa no referido dia, mas garantiu que não foi ele.

Jaildo pediu licença na sessão plenária para registrar um Boletim de Ocorrência (BO) denunciando que está sendo vítima de perseguição política e denunciação caluniosa. O parlamentar atribui a ação a uma quadrilha que o está tentando prejudicá-lo politicamente. Ele também prometeu ir à Polícia Federal (PF) para pedir proteção, já que se sente ameaçado.

Com informações da TV A Crítica.