Publicidade
Manaus
FLAGRA

Homem é detido em supermercado após ser flagrado filmando partes íntimas de criança

Segundo policiais, ele usava uma mochila com rodinhas e deixava o celular filmando. Ele foi levado à delegacia, mas deve ser liberado e responder apenas a TCO 16/12/2017 às 17:58 - Atualizado em 16/12/2017 às 18:02
Show whatsapp image 2017 12 16 at 15.19.11
Clientes detiveram o rapaz até a chegada dos policiais (Foto: Divulgação)
Silane Souza Manaus

Um homem identificado como Wladimir Jurema da Silva, 47,  foi detido por populares por volta de 11h45 deste sábado suspeito de filmar as parte íntimas de uma criança de 10 anos que estava com os tios em um supermercado da Zona Centro-Sul de Manaus.

Policiais da 23ª Cicom atenderam a ocorrência e o conduziram a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), onde ele estava sendo ouvido até o final da tarde. Ele deve ser liberado em breve, mas responderá um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). 

Os policias confirmaram que no celular dele havia vários vídeos que mostram as partes íntimas de mulheres feito neste mesmo local. O homem, segundo os policiais, usava uma mochila de rodinhas, onde deixava o celular filmando as partes íntimas das clientes do supermercado.

Funcionários do local  disseram que o homem é reincidente. Há cinco meses, uma cliente havia dito que ele estava filmando. Desde então ele ficou sendo monitorado e hoje foi reconhecido.

Os tios da criança contaram que estavam na fila do caixa quando perceberam que o homem estava filmando as partes íntimas da sobrinha. Na hora, foram em cima dele e o seguraram. No celular dele foi encontrado o vídeo, além de outros filmados de mulheres que estavam fazendo compras no mesmo local.

Eles registraram Boletim de Ocorrência e esperam que o homem receba uma punição exemplar. "Um cara desse é doente. Não pode ficar solto. Se fez isso agora vai continuar fazendo. Hoje foi com a minha sobrinha, amanhã será com outra criança. Isso não pode acontecer", disse o tio da criança, indignado.

Publicidade
Publicidade