Publicidade
Manaus
Manaus

Homem é morto com dois tiros na Compensa, Zona Oeste de Manaus

A vítima levou dois tiros na cabeça e um no pescoço. Segundo informações de familiares, a vítima tinha saído da casa onde morava com a família, no Iranduba, com o filho de 10 anos para votar, em Manaus 07/10/2012 às 22:38
Show 1
Segundo uma testemunha, a vítima estava aguardando um táxi quando os homens chegaram e atiraram
Kelly Melo Manaus

Um homem identificado como Cristiano Nunes Dutra, 31, foi morto com três tiros, na manhã de ontem, na rua Manoel Antônio de  Almeida, Compensa, nas proximidades  da Ponte Rio Negro. A vítima levou dois tiros na cabeça e um no pescoço. Segundo informações de familiares, a vítima tinha saído da casa onde morava com a família, no Iranduba, com o filho de 10 anos para votar, em Manaus. Mas no trajeto de volta, ele foi abordado por dois homens que estavam em uma motocicleta, placa não identificada. Um dos assassinos estava vestido de mototaxistas. 

Segundo uma testemunha, a vítima estava aguardando um táxi quando os homens chegaram e atiraram. “Ele chegou a entrar em um táxi de um amigo meu, mas teve que descer porque não podemos conduzir mais de uma criança e no táxi já tinha um menino. Aí, os homens chegaram e atiraram”, disse.

A testemunha também contou que o filho da vítima, um garoto de apenas 10 anos, presenciou toda a ação dos bandidos. O menino teria ficado desesperado e chegou a comentar que o pai veio para a cidade para pagar uma dívida de tráfico de drogas.

“Queriam que a gente levasse o menino pra casa, mas como eu nem conhecia ele, não levei. O menino também disse que o pai veio pagar uma dívida com um traficante”, contou. Os assassinos fingiram do local.

Até o fechamento desta edição, a polícia ainda não tinha identificado os autores do crime. O caso vai ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros, na Cidade Nova, Zona Leste. De acordo com o soldado da PM, Mario Bruno, a vítima tinha envolvimento com o tráfico de drogas e possivelmente a motivação do crime foi acerto de contas.

“Ele já estava voltando pra casa quando os homens executaram. Eles disputavam pelo comando do tráfico no município”, disse. Ainda segundo a PM, os assassinos ainda não foram identificados. “É complicado porque a área onde ele foi morto é um local deserto e os homens vieram só para executá-lo”, disse. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros , na Cidade Nova, Zona Norte vai investigar o crime.