Publicidade
Manaus
OUSADIA

Homem é detido após fazer gesto obsceno para viatura da PM e postar no Facebook

Ao ser localizado na comunidade Alfredo Nascimento, no bairro Cidade de Deus, Eric Castro pediu desculpas pelo o ato e disse estar sob o efeito de drogas 22/09/2017 às 08:44 - Atualizado em 22/09/2017 às 08:53
Show mh
Foto: Reprodução/Internet
Fábio Oliveira Manaus (AM)

Depois de postar uma foto no Facebook fazendo gesto obsceno para uma viatura da Polícia Militar, Eric Castro foi localizado por policiais militares da 13ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) na manhã de quinta-feira (21) e pediu desculpas pelo ocorrido.

O tenente Jales, supervisor de área da 13ª Cicom, informou que uma guarnição foi ao endereço de Eric, na comunidade Alfredo Nascimento, bairro Cidade de Deus, Zona Norte, e o deteve, encaminhado até a sede do batalhão. No local, ele pediu desculpas pela postagem e afirmou que nunca mais irá repetir tal ato.

“Depois que o pegamos, ele pediu desculpas para a Polícia Militar e depois foi liberado”, contou o oficial da PM. Eric colocou em sua página do Facebook a seguinte frase: “Diga foda-se Ahh Polícia, bando de safado”. O jovem afirmou em vídeo feito por policiais que é usuário de maconha e errou ao postar a foto zoando a guarnição, que faz rondas no bairro.

“Peço desculpas da 13ª Cicom, eu vacilei em posta aquela merda (foto), deu maior cagada, nunca mais vai se repetir. Eu sou vagabundo, fumo maconha e peço perdão a todos os policiais do Amazonas”, disse em vídeo produzido pela PM. O jovem aparece em um terreno baldio, onde ele mesmo confessa no vídeo que é o local onde consome entorpecentes.

O delegado Jander Mafra, titular do 13º Distrito Integrado de Polícia (DIP), informou que não estava ciente do caso do jovem, mas afirmou que não configura crime a manifestação de Eric.

“Isso não é crime. Tem gente que faz isso até com o presidente do Brasil, imagine para a polícia. É uma manifestação dele, agora se o policial se sentir injuriado particularmente, ele pode registrar o caso por crime de menor potencial ofensivo, que no caso gera um Termo Circunstanciado de Ocorrência – TCO”, explicou.

O tenente Jales informou ao Manaus Hoje que com Eric nada de material ilícito foi encontrado e, por conta disso, foi liberado. Para a PM, ele afirmou que fez o ato porque estava sob efeito de entorpecentes.