Publicidade
Manaus
Manaus

Homem flagrado atirando em jacarés é identificado pela polícia

A titular da Delegacia de Meio Ambiente (Dema) - localizada na avenida Pedro Teixeira, Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus -, Izolda Castro, instaurou inquérito policial para apurar o caso e o suspeito foi notificado a comparecer para prestar esclarecimentos a respeito 11/01/2013 às 17:33
Show 1
Jornalista flagra homem atirando em jacaré em Manaus
Ana Carolina Barbosa Manaus

O homem que, na última quinta-feira (10/01), parou seu veículo modelo Honda Civil, de cor prata e placa NOK 7888, na avenida Constantino Nery - uma das principais vias de Manaus -, e atirou por alguns minutos em jacarés que estavam na areia, às margens de um igarapé próximo ao conjunto Parque dos Ingleses, Chapada, Zona Centro-Sul da capital, já foi identificado pela polícia. Ele poderá ser autuado por crime ambiental e porte ilegal de arma de fogo.

O fato foi noticiado, nessa quinta, pelo portal acritica.com e reproduzido pelo Jornal A Crítica nesta sexta-feira. A titular da Delegacia de Meio Ambiente (Dema) - localizada na avenida Pedro Teixeira, Dom Pedro, Zona Centro-Oeste -, Izolda Castro, instaurou inquérito policial para apurar o caso e o suspeito foi notificado a comparecer para prestar esclarecimentos a respeito.

Segundo a assessoria da Polícia Civil do Amazonas, a delegada esteve no local, mas não encontrou nenhum animal morto ou ferido, o que dificultará a elaboração de um laudo mais aprofundado sobre o caso pela perícia.

Contudo, a assessoria informou que ele poderá ser autuado não só por crime ambiental, já que infringiu o artigo 29 da Lei 9.605/98, que tipifica os crimes ambientais, mas também por porte ilegal de arma caso comprovado que se trata de uma arma de fogo cujo uso não foi autorizado, como acusa a imagem fornecida pela jornalista Sandra Monteiro, responsável pelo flagrante.

O nome do suspeito e a profissão não foram revelados pela assessoria. A Polícia Civil informa, ainda, que o fato de não terem sido encontrados animais feridos, não exclui a possibilidade de crime ambiental. A Dema aguarda relatório do Batalhão Ambiental, que recebeu denúncia no final da tarde dessa quinta e esteve no local, para dar continuidade às investigações.

A data em que ele deverá prestar depoimento não foi informada, uma vez que dependerá do suspeito, já notificado, comparecer à delegacia, a qual fica situada na sede da Delegacia Geral de Polícia Civil do Amazonas.