Publicidade
Manaus
Polícia,Assalto Frustrado,Duplo Homicídio,Tiroteio, Comando da 14

Homens mortos em lanchonete da Zona Centro-Sul de Manaus tinham envolvimento com tráfico

Tanto Rafael Sena, o "Chico Prensa", quanto Mayson de Sá, o "Chiquinho", já haviam sido presos por tráfico de entorpecentes, por equipes da Depre 06/11/2012 às 17:06
Show 1
Em julho deste ano "Chico Prensa" havia sido preso por tráfico, mas acabou fugindo da cadeia
Thiago Monteiro e Síntia Maciel Manaus

Os dois homens mortos na madrugada desta terça-feira (6), durante uma tentativa frustrada de assalto a lanchonete “Filho da Fruta”, no bairro Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul de Manaus, tinham envolvimento com o tráfico de drogas e eram envolvidos com o “Comando 14”, organização ligada à prática de assaltos e crimes de pistolagem, no bairro Praça 14 de Janeiro, na Zona Sul.

Há quatro meses Rafael Sena dos Santos, o “Chico Prensa” havia sido preso em flagrante por uma equipe de policiais da Delegacia Especializada em Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre), portando 16 papelotes de maconha e material para embalagem.

Um mês após a sua prisão, em agosto, “Chico Prensa” conseguiu fugir da cadeia pública desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, com outros oito presos.

O comparsa morto com “Chico Prensa”, Mayson de Sá Ferreira, 23, o “Chiquinho”, há um ano também havia sido preso por policiais da Depre, com outras nove pessoas, portando 103 quilos de maconha. A droga pertenceria a um consórcio de traficantes, e a prisão ocorreu no Centro de Manaus.         

Mortes
De acordo com a polícia, enquanto “Chiquinho” foi morto com apenas um tiro na cabeça, o comparsa “Chico Prensa” foi morto com 12 disparos. A dupla ao fazer a investida contra a lanchonete estava armada com um revolver calibre 38. Um cliente que se encontrava no local, reagiu e matou a dupla.

Há suspeitas de que uma terceira pessoa, que aguardava os comparsas em um veículo modelo Gol, de cor prata e placas não identificadas, fugiu ao perceber o tiroteio. Da cena do crime foi recolhido um revólver calibre 38, com três munições intactas e duas deflagradas.