Publicidade
Manaus
Manaus

Hospital militar atende 3 mil nesta sexta-feira em Barcelos, no Amazonas

Essa é a expectativa de militares da Aeronáutica que montou estrutura em Barcelos 11/05/2012 às 08:24
Show 1
Alguns dos ribeirinhos atendidos não se consultavam há oito anos
Antonio Ximenes Manaus (AM)

Três mil pessoas deverão passar pelo hospital de campanha da Aeronáutica até esta sexta-feira (10), em Barcelos (a 405 quilômetros de Manaus). A estrutura está montada na entrada da cidade, no rio Negro, em uma megabalsa, e conta com médicos, enfermeiros e equipamentos avançados de atendimento à saúde pública.

A maioria dos pacientes são ribeirinhos que chegam a viajar dez horas em canoas para serem atendidos por médicos disponibilizados pela “Operação Ágata 4”. “Nós viemos preparados para medicar uma população carente, que não tem a quem recorrer, senão às Forças Armadas”, disse o brigadeiro-do-ar Marcelo Kanitz Damasceno, comandante da Força Aérea Brasileira (FAB). Exército, Marinha e FAB estão em operação pelas fronteiras da Venezuela e das Guianas, com um efetivo de mais de 6,6 mil militares.

Ribeirinhos

Apoiada em uma muleta, dona Beatriz de Almeida, 49, viajou dez horas para ser atendida pelos médicos do hospital de campanha. Ela se queixava de dores no joelho, depois de ter sofrido uma queda. “Há dois anos que eu não via médico nenhum aqui na cidade, depois que eu cai fiquei muito ruim da ‘bacia’ e do joelho, por isso que ando de muletas”, comentou.

Joelma Leite da Silva, 34, não vê um médico há oito anos, desde que teve seu último filho, hoje com nove anos. “A gente está abandonado. Quando tem uma oportunidade como esta, vem um ‘mundaréu’ de gente”, disse.

O prefeito de Barcelos, José Ribamar Beleza, disse que a cidade tem dois médicos, um clínico geral e um cirurgião. “O nosso hospital está bem equipado, mas faltam médicos para atender a demanda. A gente até oferece bons salários (mais de R$ 8 mil) para que os médicos venham para cá, mas é muito difícil eles ficarem, por isso que o hospital de campanha da Aeronáutica é muito bem-vindo. O povo critica a gente, mas fazemos o que podemos”, disse.

Depois que foi divulgado que a presidente Dilma Rousseff iria a Barcelos (ontem) para visitar as instalações da Marinha, Aeronáutica e Exército da Ágata 4, mais de 5 mil pessoas se dirigiram para o porto, na frente da Catedral da cidade. A maioria dos curiosos era de ribeirinhos, que não queriam perder a oportunidade de ver a presidente. “Nós deslocamos equipamentos para a região com o objetivo de atender a comitiva da presidente Dilma, mas, na última hora, a viagem foi cancelada”, disse um oficial do alto comando da operação.

O vice-almirante Antonio Carlos Frade determinou que o navio de patrulha fluvial Raposo Tavares ajudasse no transporte de ribeirinhos. “A Marinha tem ainda um helicóptero embarcado à disposição, para ajudar nos casos de emergência em atendimentos de maior complexidade”.