Publicidade
Manaus
SAÚDE MENTAL

Hospital Psiquiátrico Eduardo Ribeiro é considerado péssimo para a saúde mental

A conclusão é de membros do MPF, MPE e MPC que fizeram uma inspeção surpresa na unidade hospitalar 21/09/2017 às 15:51 - Atualizado em 21/09/2017 às 16:06
Paulo André Nunes Manaus (AM)

O Hospital Psiquiátrico Eduardo Ribeiro, na avenida Constantino Nery, no bairro Chapada, em Manaus, é péssimo para a saúde mental. A conclusão é de membros do Ministério Público Federal (MPF), do Estado (MPE) e de Contas (MPC), que fizeram uma inspeção surpresa na unidade hospitalar na manhã desta quinta-feira (21).

“A impressão é péssima. Há precariedade, falta de assistência. Ou seja, a política de saúde mental no Amazonas ainda está para acontecer, em detrimento da paz e da saúde de muitas famílias. Muitas pessoas sofrem, padecem e não tem o devido atendimento”, disse o procurador do MPC Ruy Marcelo.


Foto: Euzivaldo Queiroz

Entre os vários problemas constatados no hospital estão infiltrações e rachaduras nas paredes e no teto, restos de comida em locais de passagem de pessoas, avarias no forro de PVC e nas salas, além da precariedade no armazenamento de alimentos. Também participaram da inspeção a procuradora do MPF Bruna Silva e da promotora Cláudia Câmara, dos Direitos do Cidadão do MPE.

O prédio do Hospital Psiquiátrico Eduardo Ribeiro funcionou como manicômio durante 120 anos, onde 60 mil pessoas eram atendidas por mês. Com a lei da reforma psiquiátrica, aprovada em 2001, o local já deveria ter sido desativado.