Publicidade
Manaus
Manaus

Ibope erra pesquisa de intenções de votos em Manaus

Instituto apontou empate técnico entre os candidatos Artur Neto e Vanessa Grazziotin, em pesquisa divulgada na sexta 08/10/2012 às 08:05
Show 1
Sucessivos erros do Ibope em Manaus provocou, neste domingo (07), uma série de manifestações de candidatos e de eleitores
Jornal Acrítica ---

O Ibope errou na última pesquisa de intenções de votos para prefeito de Manaus, divulgada na sexta-feira, que apontou empate técnico entre Artur Neto (PSDB) e Vanessa Grazziotin (PCdoB). Na sexta-feira, o instituto, que historicamente comete erros em Manaus,  mostrou Artur  com 33%. O candidato  recebeu 40,55% do total de votos válidos. Uma diferença de 7,55% em relação à sondagem. O Ibope inflou em 11,05% a performance de Vanessa. Apontou a senadora com 31%. Ela só obteve 19,95% da votação. A diferença entre os dois foi de 20,6%.

Na campanha eleitoral de  2010, o instituto também apresentou números divergentes na disputa pela segunda vaga do Senado, em Manaus, entre Artur e Vanessa. Suas quatro pesquisas apresentaram indícios de manipulação de dados. Na primeira, o tucano  obteve 47% e  Vanessa marcou 28%. Diferença de 19%. Na segunda, Artur caiu para 43% e Vanessa subiu para 33%. Vantagem de 10%. Na terceira, ele disparou para 51%. Ela desceu para 29%, diferença de 22%. Na quarta, Vanessa aumentou para 39%. Artur caiu para 34%. Naquele ano, o tucano venceu Vanessa em Manaus com diferença de 27.615 votos. Mas perdeu no interior do Estado.

Na disputa eleitoral pela Prefeitura de Manaus de 2004, o Ibope também cometeu erros. Chegou a afirmar que Amazonino Mendes venceria a disputa no primeiro turno com 55% dos votos contra 14% de Serafim Corrêa. No primeiro turno, o ex-governador obteve 43,4% contra 28,7% de Serafim, que, no segundo turno, ganhou  com 51,6% dos votos válidos.

Ontem, em entrevista coletiva após a divulgação do resultado da eleição, Artur Neto, ao ser questionado sobre os números apontados pelas pesquisas eleitorais,  fez um apelo ao presidente da Rede Amazônica de Televisão, Phelippe Daou para que não contrate mais o Ibope. Disse que errar duas vezes “é burrice” mais seis vezes é “má fé”. A postura do instituto em Manaus também foi criticada por internautas no portal acritica.com e classificada como uma “farsa”.

Ao ser questionado sobre os resultados das pesquisas, o terceiro colocado do pleito, o deputado federal Henrique Oliveira (PR) disse que, quando voltar para a Câmara de Deputados, dará seguimento a um projeto que proíbe a divulgação de sondagens de intenção de votos.

Boca de urna

Na pesquisa de boca de urna, realizada no dia da eleição com eleitores que já votaram, o Ibope também errou. Apontou vantagem de 11% para Artur. A empresa Action acertou ao indicar dianteira de 20% para o tucano na sondagem de boca de urna. 

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), Flávio Pascarelli, também questionou a performance dos instituto de pesquisa. “Parece que mais uma vez alguns órgão que fazem a pesquisa não conseguiram refletir a vontade do eleitor”, afirmou Pascarelli, ressaltando que cabe ao Ministério Público investigar o caso.

Outros quatro institutos que publicaram sondagens sobre a disputa, entre sexta-feira e sábado, indicando  diferenças que variaram de 9,9% a 14,1% no confronto de Artur e Vanessa.