Publicidade
Manaus
acritica.com

Imagens aéreas mostram que comunidade em Manaus foi devastada por incêndio

Mais de 500 residências foram destruídas pelas chamas do incêndio em grandes proporções. As vítimas também sofreram com os "saques" de pessoas que se aproveitaram da situação para roubar os pertences do que sobrou da tragédia 28/11/2012 às 13:17
Show 1
Imagens aéreas mostram que comunidade em Manaus foi devastada por incêndio
Luana Dávila ---

Imagens do helicóptero RCCop, feitas na manhã desta quarta-feira (28), mostram que a comunidade Arthur Bernardes, atingida por um incêndio na terça (27), praticamente 'sumiu' após a tragédia.

Mais de 500 residências foram destruídas pelas chamas do incêndio em grandes proporções. As vítimas também sofreram com os "saques" de pessoas que se aproveitaram da situação para roubar os pertences do que sobrou da tragédia.

Apesar da chuva no início da manhã, o local atingido pelo incêndio ainda tinha fumaça. Das margens do igarapé até os fundos de uma igreja evangélica, onde funcionou por muitos anos um supermercado, na avenida Constantino Nery, tudo se transformou em ruínas. Restaram apenas as residências em terra firme, onde as casas foram construídas com alvenaria, o que era madeira  foi consumido pelo fogo.

Segundo o jornalista Carlos Eduardo Souza, que sobrevoou o local nesta manhã, a diferença em proporções de destruição é perceptível na área atingida na comunidade Arthur Bernardes, que é  cinco vezes maior do que a área atingida no bairro Bariri - também atingida por incêndio há alguns meses.

"Uma cena chocante. Mais triste é saber que esses incêndios acontecem nas áreas onde serão beneficiadas com o Prosamim. Se pegarmos de cinco anos para cá, tivemos vários incêndios na zona Sul (Educandos, Colônia e Santa Luzia), recentemente no Bariri e agora no São Jorge ", comentou.