Publicidade
Manaus
Manaus

Integrantes da CPI da Água serão conhecidos na próxima semana em Manaus

A promessa foi feita pelo presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Isaac Tayah (PSD). O parlamentar também ressaltou que, já está articulando com as lideranças partidárias da Casa, para que os nomes sejam indicados de forma a atingir de sete a 13 participantes 15/03/2012 às 11:07
Show 1
A promessa foi feita pelo presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Isaac Tayah (PSD).
JOELMA MUNIZ Manaus

Os nomes dos vereadores que irão compor a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigará o descumprimento das metas do contrato firmado entre a Prefeitura de Manaus e a empresa Águas do Amazonas, responsável pelo abastecimento de água em Manaus serão conhecidos até a próxima quinta-feira (22).

A promessa foi feita pelo presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Isaac Tayah (PSD). O parlamentar também ressaltou que, já está articulando com as lideranças partidárias da Casa, para que os nomes sejam indicados de forma a atingir de sete a 13 participantes.

“Essas conversas já iniciaram, até a próxima semana já teremos essa questão definida. Mas, já se sabe que a maioria dos vereadores que participarão do processo eleitoral não deseja se envolver na CPI. O mesmo acontece com alguns da base aliada, que por não concordarem com a instalação da mesma, já sinalizaram que não pretendem se envolver de forma direta no processo de investigação contra a Águas do Amazonas”, disse, ressaltando que o único nome certo é o do propositor do pedido de CPI, o vereador petista, Waldemir José.

Comissão da Especial da Água continua

O presidente da Comissão Especial da Água na CMM, vereador Wilker Barreto (PHS), disse não ter interesse em participar da CPI recém instalada pela Casa. O vereador comemorou a continuidade dos trabalhos da Comissão que preside, e afirmou respeitar a iniciativa do prefeito da cidade, Amazonino Mendes (PDT), em apoiar a CPI. Contudo, ressaltou não acreditar que a formação da Comissão para investigar seja uma solução para os impasses no abastecimento de água em Manaus.

“O presidente da Câmara nem se quer esteve presente na Audiência Pública que discutiu a problemática. Ele chegou a dizer que esperaria para decidir sobre a instalação ou não da CPI”, disse, reclamando de falta de participação do presidente da Câmara, e de grande parte de seus pares na Audiência que discutiu o tema na manha dessa quarta-feira (14), com representantes da Águas do Amazonas, sinalizou o falta de interesse de seus pares em compreender de forma técnica a questão.