Publicidade
Manaus
Manaus

Iphan promete liberar parecer sobre Avenida das Torres e AM 070

As duas obras estão emperradas há algum tempo devido à pendência do parecer do IPAHAN sobre os projetos de prospecção arqueológica 07/12/2012 às 21:26
Show 1
Terreno às margens da Avenida das Torres
acritica.com Manaus

Os projetos de prospecção arqueológica dos trechos 2,3 e 4 da Avenida das Torres, que interliga as zonas Norte, Leste e Sul de Manaus, e da duplicação da AM 070, estrada Manoel Urbano que liga Manaus a Mancapuru, devem receber parecer  do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN)  até o final desta semana.

O compromisso foi assumido pelo diretor do Departamento de Articulação e Fomento e presidente em exercício do órgão, Estevão Pardi, com a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), na manhã desta quarta-feira (5/12).

As duas obras estão emperradas há algum tempo devido à pendência do parecer do IPAHAN sobre os projetos de prospecção arqueológica.  O presidente admitiu que os projetos de ambas já estão no Centro Nacional de Arqueologia (CNA) do IPHAN. Segundo ele a demora na expedição do parecer se deve a complexidade natural da análise somada à falta de estrutura de recursos humanos do órgão.

“Mas vamos priorizar esses projetos”, garantiu Estevão Pardi à senadora, que agradeceu o compromisso, e fez questão de colocar o presidente do órgão ao telefone com o governador do Amazonas, Omar Aziz, para que o presidente desse a boa notícia ao governador.

Pardi informou à senadora que o IPHAN só conta com 700 servidores fixos e 300 contratados para atender ao Brasil inteiro, e pediu ajuda da parlamentar para reverter o quadro. Segundo ele o órgão está paralisado, com relação ao aumento do quadro, devido a um erro de códigos de cargos ocorrido no último concurso público. ”Hoje não podemos fazer outro concurso, nem chamar os aprovados até que essa situação se resolva”, reclamou.

O governador se prontificou a ceder quatro geólogos para o IPHAN como forma de ajudar, até que o órgão se reestruture. Pardi disse que a ajuda é bem vinda, mas lembrou que as responsabilidades dos técnicos do IPHAN são intransferíveis.

“Podemos trabalhar com geólogos do governo do Amazonas, mas é necessário que o parecer deles receba a concordância dos técnicos do IPHAN para ser considerado parecer oficial do órgão”, informou.

A Senadora Vanessa se comprometeu a entrar em contato com Pardi no início da próxima semana para checar a liberação dos pareceres. Na audiência a senadora esteve acompanhada de técnicos da representação do Amazonas em Brasília.

Com informações da assessoria.