Publicidade
Manaus
Manaus

Itapiranga (AM) celebra a 18ª romaria de Nossa Senhora Rainha do Rosário da Paz

Município espera receber 15 mil romeiros durante dois dias de homenagens a santa que é vista pelo devoto Edson Glauber 01/05/2012 às 08:20
Show 1
Na colina de Itapiranga existe um memorial que faz referência às aparições de Nossa Senhora Rainha do Rosário
RENATA MAGNENTI Manaus

O Município de Itapiranga (a 227 quilômetros de Manaus) espera receber aproximadamente 15 mil fiéis, desta terça-feira (1) e quarta-feira (2), durante a 18ª romaria de Nossa Senhora Rainha do Rosário da Paz. Serão celebradas missas e procissões, o público espera que uma nova mensagem seja transmita por meio do devoto Edson Glauber que afirma ter contato diário com a santa.

A romaria acontece deste a primeira visão que Edson e a mãe dele, Maria do Carmo, tiveram, no dia 2 de maio de 1994, da santa, no altar de oração da casa onde mora no bairro do Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus. “Ela aparece em forma humana, envolvida em um manto branco e pediu oração pelas famílias e pela paz mundial”, disse Edson.

Segundo ele, a Rainha do Rosário não costuma entregar mensagens direcionadas a pessoas ou a determinada família. Ainda assim, dezenas de pessoas visitam o altar onde a santa costuma aparecer em Manaus.

No entanto, na data de sua primeira aparição ela pediu também que Edson e sua mãe fizessem a ela uma capela em Itapiranga, onde tinham um terreno. Desde então, em devoção à santa se celebra durante os dois primeiros dias de maio a romaria.

Os fiéis do interior do Estado, de Manaus e de outras partes do Brasil, bem como os da Argentina, Estados Unidos e Itália, devem chegar hoje ao município. A viagem é feita pela rodovia AM-010 (Manaus-Itacoatiara) até o entroncamento com a estrada da Várzea, no km 250. O percurso, em média, é cumprido em quatro horas e meia até a sede.

Programação

As celebrações começam às 18h de hoje com uma missão realizada pelo padre Omar, de Itapiranga. Logo após, por volta das 19h, é realizada uma procissão que sai do santuário da Rainha do Rosário até a casa de Edson em Itapiranga.

No dia seguinte, as atividades iniciam às 10h com missa dirigida pelo arcebispo de Itacoatiara, dom Carilo Gritti. Às 16h30 é realizada uma nova romaria que sai da casa do devoto Edson até o santuário.

Sem infraestrutura

De acordo com os moradores, a situação da cidade, que abriga aproximadamente 9 mil habitantes, é precária.

O comunicador que tem um carro-som e divulga ações e a romaria no município, Belline Barbosa, disse que falta energia elétrica em muitos bairros, entre outros problemas.

No bairro Novo Horizonte, por exemplo, falta água com frequência e intervalos de mais de 12 horas. No Gilberto Mestrinho, as ruas são tomadas por buracos, sem falar que a cheia já alagou parte baixa do município mais precisamente na avenida Nazaré. “Vamos reclamar para quem, para o prefeito? Ele não faz nada”, disse Belline. Outro problema é quanto ao lixo acumulado nas ruas, já que a limpeza urbana não é feita diariamente. “Mas como todos de Itapiranga temos esperança de que as coisas irão melhor”, afirmou.