Publicidade
Manaus
Manaus

Josué Neto assume presidência da Assembleia Legislativa do Amazonas

Neto foi eleito pela maioria, ao final do ano passado, após indicação do governador do Amazonas, Omar Aziz, ato considerado antidemocrático pela oposição 01/02/2013 às 20:53
Show 1
Josué Neto assume presidência da Assembleia Legislativa do Amazonas
acritica.com Manaus

O deputado estadual Josué Neto (PSD) tomou posse, nesta sexta-feira (01/02), como presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), cargo que ele ocupará pelos próximos dois anos. Em seu discurso, o parlamentar garantiu que priorizará a modernização e o diálogo durante sua gestão. “As tecnologias disponíveis serão utilizadas para garantir maior transparência de todos os trabalhos a serem desenvolvidos nesta Augusta Casa. Esta é a Casa do Povo”, declarou.

Neto foi eleito pela maioria, ao final do ano passado, após indicação do governador do Amazonas, Omar Aziz, ato considerado antidemocrático pela oposição.

Durante sua posse, ele destacou o trabalho executado pelo deputado Ricardo Nicolau, do mesmo partido, à frente da casa, e agradeceu seu empenho como chefe do legislativo estadual.

Josué também lembrou que ele é a terceira geração que assume o cargo. “Quis o destino que, após 53 anos, em que meu saudoso avô foi presidente desta casa, e 20 anos após meu pai ter tido o mesmo privilégio, seja eu hoje, por vontade dos meus pares, eleito também, presidente da Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas”.

Ele se mostrou otimista e disse acreditar na “a resposta aos desafios está na união de todos, Parlamento, Governos, Sociedade Civil Organizada, Imprensa; homens e mulheres, todos juntos, num mesmo caminhar”.

Em resposta à oposição, que criticou sua candidatura, à época da eleição, ele disse que “o caráter progressista que o governador Omar Aziz tem empenhado em seu mandato, também ecoará na Assembleia Legislativa, e contribuirá muito para o desenvolvimento do nosso querido Estado".

"Vale lembrar a todos, que a Constituição Estadual não foi desrespeitada em nenhum momento. Preservamos o nosso maior instrumento democrático em respeito ao povo do Amazonas, e é com essa linha de raciocínio, consolidando definitivamente a democracia, que iremos trabalhar, buscando sempre o melhor para as famílias que fazem deste Estado continental, o motivo maior de suas lutas e de seus esforços”, completou.