Publicidade
Manaus
Manaus

Joyce de Souza Conceição é a 1ª mulher a pilotar um C-130 Hércules

Joyce, que fez sua estreia na a base aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul, em maio, diz que se cobra diariamente: “Quero estar sempre pronta para missões” 03/11/2012 às 17:22
Show 1
Aeronave que ela pilota mede 34 metros de comprimento, 12 de altura e 40 de envergadura
Náferson Cruz Manaus, AM

O anseio de aumentar o alcance das missões humanitárias das quais participou, fez com que Joyce de Souza Conceição, 28, hoje, 1ª tenente-aviadora, deixasse sua cidade natal, Manaus, e se juntasse ao 1º Esquadrão do Primeiro Grupo de Transporte (1º/1º GT), o “Esquadrão Gordo”, sediado na base aérea do Galeão, no Rio de Janeiro.

Foi por meio desse efetivo militar, que a jovem amazonense conseguiu um dos maiores feitos da aviação brasileira. Em maio, Joyce se tornou a primeira mulher piloto-militar do País e a segunda na América Latina a pilotar uma aeronave de transporte C-130 Hércules, um dos maiores cargueiros da Força Aérea Brasileira (FAB).

Para a 1ª tenente-aviadora foi um desafio fazer uma série de manobras com uma aeronave que mede 34 metros de comprimento, 12 de altura e 40 de envergadura, podendo carregar, aproximadamente, 30 toneladas. “Esse foi o primeiro passo da minha formação operacional, pois, além de atuar no transporte de cargas e esquadrão, realizo missões de busca e salvamento”, disse.

O voo histórico de Joyce ocorrido em maio teve como cenário a base aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul, conhecida como base de “Baco”. O ineditismo fez parte da segunda fase do curso de formação de novos pilotos do 1º/1º GT, que opera com os modelos Hércules. “Saber que poucas mulheres tiveram a oportunidade e coragem para comandar uma aeronave militar de grande porte, é motivo de muito orgulho”, disse.

Formada na Academia da Força Aérea em dezembro de 2006, a oficial aviadora é uma das 11 integrantes da primeira turma de pilotos mulheres da FAB. Em julho de 2009, Joyce já havia feito história na aviação militar, quando integrava o 7º Esquadrão de Transporte Aéreo (ETA). Na ocasião, ela pilotou pela primeira vez uma aeronave C-98 Caravan, que partiu da base aérea de Manaus com destino ao município de Parintins (a 329 quilômetros de Manaus).

A tenente-aviadora contou que, no Amazonas, realizou diversas missões em apoio a populações ribeirinhas em campanhas de vacinação.

O ineditismo de Joyce Conceição entoa como referência para as demais militares da aviação. “É uma coisa inédita no País. É preciso ter muita sabedoria e força de vontade para conduzir uma aeronave de grande porte; ela é um exemplo de superação para todas as mulheres”, comentou a tenente Aretha Lins, do setor de comunicação do 7º Comando Aéreo Regional (7º Comar).

Aretha Lins ressaltou que a atuação da 1ª tenente aviadora Joyce Conceição só vem a fortalecer a presença da mulher-militar no Amazonas que completa 30 anos no dia 1º março de 2013.