Publicidade
Manaus
Manaus

Julgamento de Raphael Souza começa com atraso nesta quinta (28) em Manaus

O advogado de "Moa" chegou com cerca de meia hora de atraso no Fórum Enoch Reis e isso fez com que atrasasse o início do julgamento marcado para ás 9h 28/06/2012 às 10:15
Show 1
Raphael Souza vai ao banco dos réus em julgamento pelo assassinato de Caçula
acritica.com Manaus

O julgamento do estudante Raphael Wallace Souza, do ex-soldado da Polícia Militar Moacir Jorge Pessoa da Costa, o “Moa”, e do motorista Mário Rubens, o “Mário Pequeno”, que estava marcado para começar às 9h da manhã desta quinta-feira (28) no Fórum Henoch Reis começou com cerca de meia hora de atraso. O advogado de “Moa” demorou a chegar e consequentemente atrasou o início do julgamento dos três, que conforme a Justiça são os principais acusados no assassinato do traficante de drogas Cleomir Pereira Bernardino, 50, o "Caçula", ocorrido em janeiro de 2007.

O auditório do Fórum onde está acontecendo o julgamento e que tem capacidade máxima para 250 pessoas, está completamente lotado.

Em entrevista com a imprensa local antes de entrar no auditório para o início do julgamento, os advogados de Raphael e de “Mário Pequeno” disseram que vão tentar fazer com que os jurados não acreditem no depoimento de “Moa”. Eles alegam que o depoimento do réu não tem fundamento.

As juízas do 1º Tribunal do Júri Eline Paixão e Mirza Telma Oliveira, pediram que as portas permaneçam trancadas durante o julgamento, onde são esperadas 15 testemunhas e que não tem hora para terminar.