Publicidade
Manaus
Manaus

Justiça aprova registro de candidatura de Prefeito de Coari (AM)

Juíza eleitoral rejeitou impugnação apresentada pelo MPE. Os outros três candidatos ao cargo, no município, aguardam julgamento  02/08/2012 às 09:52
Show 1
Arnaldo Mitouso foi condenado pelo assassinato do ex-prefeito Odair Geraldo
ARISTIDE FURTADO Manaus

A juíza eleitoral de Coari, Sabrina Ferreira, aprovou, nessa quarta-feira (1), o registro de candidatura do prefeito Arnaldo Mitouso (PMN), que havia sido impugnado (contestado) pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) porque foi condenado, em fevereiro deste ano, pelo assassinato do ex-prefeito Odair Geraldo, fato ocorrido em 1995.

Mitouso foi o primeiro dos quatro candidatos a prefeito do município que teve a candidatura liberada pela Justiça Eleitoral.  Adail Pinheiro (PRP) aguarda a análise do processo dele. O ex-prefeito teve o pedido de registro contestado pelo MPE com base na “Lei da Ficha Limpa”. Ele possui duas contas reprovadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU), uma pelo Tribunal de Contas do Estado, e uma condenação por abuso de poder econômico e político pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM).

Em Manacapuru, o maior colégio eleitoral do interior, com 62.080 eleitores, nenhum dos pedidos de registro dos três candidatos  a prefeito foi julgado. Concorrem ao cargo o prefeito Angelus Figueira (PV), o ex-prefeito Washington Régis (PMDB) e o deputado Orlando Cidade (PTN). Régis e o vice dele, o vereador Tororó, (PSC) foram impugnados.

No segundo maior eleitorado do interior, Parintins (61.062 eleitores), todos os cinco candidatos ao comando da prefeitura já estão livres para fazer campanha. Disputam o posto: Alexandre da Carbrás (PSD), Dietrich Mendes (PSOL), Douglas Carmona (PV), Professor Lázaro (PT) e Messias Cursino (PDT). A Justiça Eleitoral em Maués também já concluiu a análise dos registros dos aspirantes ao cargo de prefeito: Alfredo Almeida (PMDB), Andréa dos Santos (PSD), Carlos Oliveira (PDT) e Carlos Góes (PT).

Em Itacoatiara, também todos os quatro candidatos majoritários já estão com os registros aprovados: o prefeito Antônio Peixoto (PT), Elenize Holanda (PCdoB), o ex-prefeito Mamoud Amed (PSD) e o ex-deputado Nelson Azedo (PMDB). Destes, apenas Azedo teve o pedido de candidatura contestado pelo MPE com base na “Lei da Ficha Limpa”. O juiz eleitoral Odílio Pereira Costa Neto rejeitou a impugnação. E aprovou o pedido. Mas o promotor eleitoral Valber Diniz entrou com recurso. 

O registro do ex-prefeito de Codajás Abrahan Lincon (PSD) foi negado ontem. Cabe recurso ao Tribunal Regional Eleitoral.