Publicidade
Manaus
Nova Lei seca pune motoristas

Lei seca mais rígida pune 30 motoristas em Manaus

Em cinco dias o Detran multou três dezenas de condutores com base na versão mais dura da lei que penaliza a embriaguez 27/12/2012 às 08:38
Show 1
Detran-AM vai reforçar a fiscalização e aplicar com rigor a nova Lei Seca durante este período de festas de fim de ano
Carolina Silva Manaus

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AM) multou 30 motoristas com base na nova Lei Seca, que é mais rígida e foi   sancionada semana passada pela presidenta Dilma Rousseff (PT). As infrações foram notificadas durante o feriado prolongado do Natal, de sexta-feira até o dia 25.

A Lei Seca ficou mais rígida e trouxe como novidade as novas regras para provar que o motorista está alcoolizado, além de multas mais caras. De acordo com a nova versão , a comprovação de que o motorista está sob efeito de bebida ou de drogas ilícitas não será feita somente pelo teste do bafômetro ou exame de sangue. Também passam a valer como prova de que a pessoa está inapta a dirigir os depoimentos de testemunhas, vídeos e fotografias.

“A vigência da nova Lei Seca tem fundamental importância para reduzir as mortes no trânsito, principalmente nesta época de festas de fim de ano e outros feriados prolongados. Também vai ajudar a fortalecer a criminalização da embriaguez ao volante. Os condutores amazonenses demonstraram que estão se conscientizando mais sobre os perigos de dirigir sob o efeito de álcool. Isso se refletiu no baixo número de motoristas multados por dirigirem alcoolizados nesse final de semana”, avaliou a diretora-presidente do Detran/AM, Mônica Melo.

Com a nova Lei Seca, a multa para motorista flagrado sob efeito de álcool ou drogas passou de R$ 957,65 para R$ 1.915,30. Se o motorista reincidir na infração dentro do prazo de um ano, o valor será duplicado, chegando a R$ 3.830,60, além de determinar a suspensão do direito de dirigir por um ano. O novo texto determina ainda que o motorista envolvido em acidente de trânsito seja submetido a teste, exame clínico, perícia e procedimentos técnicos e científicos para verificar se há no organismo a presença de álcool ou substância psicoativa

No Brasil, a violência no trânsito é uma das principais causas de mortalidade. Só em 2011, foram registradas 155 mil internações no Sistema Único de Saúde (SUS) relacionadas a acidentes de trânsito. Segundo o Ministério da Saúde, no Amazonas foram 710 internações por acidentes de trânsito no ano passado.